.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

quinta-feira, 31 de março de 2011

Bom Dia





Tu terás estrelas como ninguém... quero dizer:

quando olhares o céu à noite,

(porque habitarei uma delas e estarei rindo), então será como se todas as estrelas te rissem!

e tu terás estrelas que sabem sorrir!

assim, tu te sentirás contente por me teres conhecido.

tu serás sempre meu amigo

(basta olhar para o céu e estarei lá).


(O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry)

Estrelinha Carla

✰27/03/2011


Carla



Minha querida Carla



Essa semana você sofreu tanto e eu não pude fazer nada além de sofrer

junto com você. Na madrugada de hoje você se foi.

E deixou em mim uma dor tão forte.

Me sinto tão mal por perder você.

Vou sentir tanta saudade de você minha pequena, minha florzinha.

Saudade de tudo que você me ofereceu: amor, amizade e carinho.

É Triste saber que você se foi, é horrivel lembrar dos seus gritos me dizendo adeus.

E muito ruim ter te chamado e você não ter forças para me responder.

Amiga, minha verdadeira amiga, te amo e sempre te amarei.

Pois você me deu o previlegio de sua verdadeira amizade pura e fiel.

Mesmo estando longe, saiba que você estará sempre em meus pensamentos


Te amoooo♥


Preta



Estrelinha Sammy


✰12/12/2010


Sammy

A minha amada Sammy


Hoje 29/03 seria o dia em que minha pequena faria 1 aninho, sei que onde estive hoje não era o que eu queria, mais da mesma forma estive lá ao lado da lápide da minha pequena.

Fazem 3 meses e 17 dias sem minha pequena sammy, a dor ainda e enorme e o coração ainda está muito ferido, queria muito do fundo da minha alma que tudo não tivesse passado de um pesadelo e eu enfim acordaria e minha pequena estaria na sala, latindo feliz, com seus brinquedinhos, querendo seu biscoitinho ou simplismente se escondendo embaixo do sofa, ela sempre fazia isso depois que tomava banho.

A cada dia a saudade esta aumentando, o coração fica menor e muito mais cheio de saudades. Meu amor espero você todas as noites em meus sonhos, e vivo com você em todos os instantes de minha vida.

Te amo minha totozinha.


Zaida





Perlinha Saudades...





Hoje (dia 30) são 3 meses sem a minha Perlinha , quanta falta ela me faz;todos os dias sinto a presença desse serzinho peludo e orelhudo que por 6 anos alegrou os meus dias com sua graça e seu carinho. Te amo pra sempre minha Pepé.



Celeste





Estrelinha Teddy

✰ 15/03/2011

Teddy


15 dias sem meu Teddy

Querido Teteco, mamãe esta morrendo de saudade, que falta voce me faz, esta muito difícil não chorar, mas eu te prometi, e para voce ficar bem não vou mais chorar, te amarei para sempre.

✿Sandra✿

Luck Saudades...




4 meses sem vc meu amor, a saudade é muito forte... parece que foi ontem, o aperto no coração, a sensação de que poderia ter feito mais e mais... Essa semana vi o filme "Marley e eu", confesso que chorei muito, pois o final do filme foi o mesmo que passamos. Fiquei ao seu lado por acreditar que naquele momento vc se sentiria protegido, vi vc fechar os olhos para esse mundo onde plantou tanto amor e acordar sem dor do outro lado... tentei agarrar você, mas vc já tinha partido... andei pela universidade sem rumo tentando te encontrar em algum canto, não encontrei, sentei em frente ao lago que vc gostava na esperança de vê-lo, não vi. Peço a Deus todos os dias filho que Ele me perdoe, mas não suportei saber que vc estava sofrendo muito e principalmente que nada mais era possivel fazer. Tudo que passava pela minha cabeça era somente não deixar vc sofrer. Eu não seria justa deixar um ser que me ensinou a amar, respeitar, brincar e principalmente ser mais humana ter mais um ou dois dias de vida com muito sofrimento correndo o risco de seus orgãos estourar... vc já não andava filho, não comia e sequer conseguia se mexer, seu olhar tinha a expressão de dor e quando o mesmo se encontrava com o meu parecia um apelo... Filho, eu só gostaria de ter a certeza de que vc entendeu o que fiz por vc, pois eu disse a veterinaria que se o problema fosse vc não andar mais que eu daria um jeito de comprar uma cadeirinha de rodas, mas ela foi firme ao dizer que nada mais o salvaria, por isso filho decedi com nó na garganta e o peito apertado lhe devolver aos braços do Pai... Dizem que com o tempo essa dor ameniza, não sei se é verdade, mas desejo muito que vc esteja feliz onde está e que tenha a certeza de que sempre vou te amar e lhe ser grata pelos 12 anos 6 meses e 1 dia que passei ao seu lado. Não tive o abraço dos amigos na sua partida, talvez eles nunca tiveram um ser como vc em suas vidas... tive que aprender sozinha a superar essa dor infinita, a pontada no peito, a sua falta... Filho amado de mãe querida...


Marcia

Tico Saudades...

Meu amadinho,faz tempo que não passo por aqui,mas não há um só dia,um só momento que não lembro de vc...

Hoje,28/3,faz exatamente 4 meses que vc partiu... O gatinho Maluquinho está com 6 meses,dei um de seus ratinhos a ele...me comovo lembrando de vc,as mesmas brincadeiras...Sabe,a galera felina me ajuda a preencher o vazio que vc deixou...A Gorda é vovó,a Pretinha,irmã do Maluquinho,deu cria faz 1 semana!

Vc iria adorar tantos amigatinhos pra brincar... Hoje eu a mamãe nos lembramos de como vc sofria,suas dores,o Buscopan amargo,que vc fugia e babava depois de tomar...sinto remorso por ter feito vc sofrer...mas quis fazer tudo pra te manter mais tempo comigo.... Fui egoísta,como dizia sua vet... Ah,ontem o Maluquinho entrou na sala e foi cheirar debaixo da poltrona onde vc se escondia do remédio...ele cheirou tudo e saiu... Mas saiba que nenhum gatinho vai te substituir.Vc sempre será meu filhinho mais amado e querido,a saudades aperta de noite..

Bjss e fica bem e em paz com Deus e São Francisco de Assis.

Te amo,meu amadinho Tico..



Adriana

terça-feira, 22 de março de 2011

Tati e Tommy

2ª Psicografia da Tatiana


Minha doce mãe Rosana.


Não creio que você possa ter, pelo menos, imaginado que eu deixaria de lembrar do seu aniversário sem entregar a você o meu abraço e um beijo, da maneira que você acostumou a receber de sua filha.

A cada dia posso dizer que me encontro melhor.

Não creio ter em mim tantos méritos, no entanto, Deus não nos deixa sem os recursos. Compreende este Pai de misericórdia a deficiência dos filhos que, assim como eu, não se dispuseram a amar da maneira que Jesus pediu que nos amássemos. Creio, no entanto, que valorizei minha vida, e não quero deixar de valorizar o bem que Deus me concede, sempre nos apontando a direção do Seu amor.


A tia Silvinha, a tia Ivete, o vovô Paulo, continuam sendo aquelas criaturas prontas a nos auxiliar e gostam que eu me apronte de maneira a me fazer bonita para apresentar-me perante os outros, mostrando sempre que a dor não nos impede o sorriso.

Se nos é permitida as lágrimas, sorrir também é um motivo de sentimento quando extraído do coração sincero.

Garanto a você, mãe, que eu vou estar sempre otimista, e, quando me for possível voltarei à Killeen; e no Texas ou no Colorado, poderei sentir que seu carinho e do papai Jorge me ajudam, ainda, a tentar alcançar meus sonhos.


Aos poucos procuro apagar de minhas lembranças o dia do acidente, em que saía de Tubarão com destino à Laguna, para vivenciar algumas horas de alegria junto a nossa Lydia. A viagem não me permitiu chegar ao destino, no entanto, meu coração agradecido está sempre junto ao da Lydia, com a mesma felicidade que tenho de tê-la na condição de grande amiga.

Entregue à Luciana meu coração, com aquele desejo de que a Lú continue sendo aquela criatura amável, que sei, não nos deixará sem a atenção do seu carinho.


O Tommy está aqui sim! Não nos deixamos. E o cãozinho é, para mim, uma escora em que posso expressar sobre ela o meu jeito de criança que sinto que sou, tocando no animal de maneira a sentir que através do meu gesto, sinto pelas mãos o toque que me fazia tão segura, e, por saber que através dele, colocava minha cabeça no ombro do papai Jorge ou que me entregava ao seu abraço de mãe, sentindo que através deste abraço nos declarávamos amor eterno, de mãe e de filha.


Vovó Rosa, o que dizer a você?

Eu e o vovô Paulo sempre comentamos:

“Já nos foi possível abraçar uma santa”, e isso, nos referindo a você.

Beijão vó.

Mãe, entregue à Lú o nosso abraço, ao tio Paulo e a todos que nos lembram com o mesmo carinho que deles somos necessitados.

Meus beijos no papai Jorge, afirmando que ele sempre foi e continua sendo o anjo que me protege.

Não fique descontrolada emocionalmente pelo que vem acontecendo com os gatos; eles também são filhos de Deus.

Beijos e mais beijos de sua filha Tati.


Tatiana Madjarof Bussamra.


MENSAGEM PSICOGRAFADA PELO MÉDIUM CELSO DE ALMEIDA AFONSO, EM REUNIÃO PÚBLICA, NA NOITE DO DIA 09/10/2006, NO CENTRO ESPÍRITA “AURÉLIO AGOSTINHO”, – UBERABA – MG.


Esclarecimentos:


Rosana e Jorge — Pais; Lú (Luciana) — Irmã; Vovó Rosa — Avó materna; Tio Paulo — Tio materno; Lydia — Melhor amiga da Tati. A Tati se dirigia à casa de praia da Lydia, em Laguna – SC, para um almoço entre amigos, quando aconteceu o acidente; Thommy — Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati ganhou do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela; Tia Silvinha — Tia materna, desencarnada em 04/05/1986, aos 19 anos, em acidente automobilístico na Via Anchieta; Tia Ivete — Tia materna, desencarnada em 22/06/2005, aos 44 anos, em decorrência de um câncer; Vovô Paulo — Avô materno, desencarnado em 12/05/1991, aos 57 anos, vítima de infarto; Tubarão — Apesar de morarmos em São Paulo, a Tati morava em Tubarão – SC, devido ao fato de estar cursando a faculdade de medicina nesta cidade; Killeen — Cidade localizada no Texas, em que fez intercâmbio estudantil, entre agosto/1999 a agosto/2000; Colorado — Há 3 anos consecutivos que a Tati passava as férias de final de ano no Colorado, nos EUA, trabalhando em estações de esqui.


Tatiana Madjarof Bussamra Nasceu em 21/12/1982 em São Paulo – SP

Desencarnou em 04/02/2006 em Capivari de Baixo – SC

sábado, 19 de março de 2011

Estrelinha Malú


✰ 19/03/2011

Malú

PARA UM ANJO

Agora você sabe o que está acontecendo. Está sentindo?
Querida, já passou o seu tempo aqui, agora é hora de seguir...
Vá confiante, com toda a inocência, afinal, não tem erro.
Deixe-se levar, solte-se em espírito, conduzido a um belo jardim, seu
paraíso.
Abra as janelas e as asas de seu coração, e voe suave.
Os seus olhos espirituais fitam imagens: parecem sonhos, mundos,
brilhos...
Vá, por favor, entre na luz, pegue o próximo túnel estelar!
O amor é o condutor maior da nau ao Ser Supremo, ao Mundo Espiritual.
Passe pelo túnel de luz e seja feliz!
Vá, amiga, já deixou uma parte sua aqui, em meu coração!
No lugar onde tudo pode ser guardado, onde posso ver, tocar, sentir e
reviver meu amor por você. No espaço secreto, onde não existe tempo,
nem morte alguma, onde tudo é vida pura.
Vá, minha amiga, pois sempre estará aqui, em meu coração, em amor e
vida!
Agora, durma um pouquinho... posso ver você feito anjo no colo de
Deus!

Senhor, receba em tua casa a nossa querida amiga Milú,
e que sendo ela criatura por Ti idealizada,
compartilhem com os demais seres a vida eterna.
Dai-nos ainda paz e esperança para prosseguirmos
enquanto aguardamos o dia de um feliz reencontro.


Brilhe linda Estrelinha!
Saudades amiga amada!

Seu amigo sempre !

Billy bb




In Memoriam: Gavin ATF



In Memoriam: Gavin ATF

On behalf of Cesar and everyone at Cesar's Way, we wish LA Bykowsky and her family courage and strength as they mourn the loss of their beloved Gavin.
Em nome de Cesar e todos da Way César, desejamos LA Bykowsky família e sua coragem e força enquanto choram a perda de sua amada Gavin.
Gavin was a Dog Whisperer fan favorite since his appearance in Season 4 and he will be missed.
Gavin era um cão favorito dos fãs Whisperer desde o seu aparecimento na 4 ª temporada e ele irá deixar saudades.

Gavin had battled and was treated for cancer last year, but unfortunately the cancer returned and was the ultimate cause of Gavin's passing on February 24, 2011.
Gavin lutou e foi tratado por câncer no ano passado, mas infelizmente o câncer voltou e foi a causa final de Gavin está passando em 24 de fevereiro de 2011.
LA and Gavin's brother, Dare, were by his side when he passed.
LA e irmão de Gavin, Dare, estavam a seu lado quando ele passou.

“He went peacefully while I stroked his head,” said LA “And I told him how much I loved him, with his brother Dare at his side.”
"Ele foi em paz, enquanto eu acariciava sua cabeça", disse LA "E eu disse a ele o quanto eu amava ele, com seu irmão Dare ao seu lado."

Gavin was a favorite of Dog Whisperer fans and Cesar.
Gavin era uma das favoritas dos fãs Dog Whisperer e Cesar.
His past experiences working with the Bureau of Alcohol, Tobacco, and Firearms made him a canine hero, but also caused a noise aversion problem that made him fear thunderstorms and fireworks.
Suas experiências anteriores de trabalho com o Bureau de Álcool, Tabaco, Armas de Fogo e fez dele um herói canino, mas também causou um problema de ruído da aversão que o fez temer tempestades e fogos de artifício.
Cesar was able to work with Gavin over the course of 10 weeks and help him recover and continue to lead the leisure life of an ATF retiree.
Cesar foi capaz de trabalhar com Gavin ao longo de 10 semanas e ajudá-lo a se recuperar e continuar a levar a vida de lazer de um aposentado ATF.

“I always had a dream to create a virtual reality in a trailer to help rehabilitate a dog. "Eu sempre tive um sonho de criar uma realidade virtual em um trailer para ajudar a reabilitar um cão.
Gavin made that dream possible because it was the perfect way to address his problems,” Cesar said.
Gavin fez esse sonho possível, porque era a maneira perfeita para resolver os seus problemas ", disse Cesar.
“Every dog teaches you something.
"Todo cão lhe ensina algo.
Gavin taught us how to not give up on dogs that have posttraumatic stress or severe fear from things like thunder.
Gavin nos ensinou a não desistir de cães que têm medo ou estresse pós-traumático grave a partir de coisas como um trovão.
He was a hero who helped me to help others see that even intense cases like his, any dog can be rehabilitated with time, patience, and a little creativity.
” Ele foi um herói que me ajudou a ver que ajudar os outros casos, até mesmo intensa como a sua, todo o cão pode ser reabilitado com o tempo, paciência e um pouco de criatividade. "

Gavin will forever remain a hero in our minds and hearts.
Gavin permanecerá para sempre um herói em nossas mentes e corações.

Fonte;
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&tl=pt&u=http%3A%2F%2Fwww.cesarsway.com%2F




Homenagem a Gavin


Homenagem a Gavin

Esse Labrador maravilhoso, que voltou da Guerra do Iraque com neurose e fobia de barulhos, e foi o astro de um episódio inteiro do Dog Whisperer, quando Cesar Millan o reabilitou, morreu dia 24 de Fevereiro passado, vítima de câncer. O site do Cesar enviou a notícia domingo passado.

Criei esta homenagem a esse cão (eu havia pensado em colocar a notícia no tópico “Cães Após a Morte”da comunidade do Daddy) principalmente pq discordo sobre as condolências que Cesar envia à sua ex-dona, em sua matéria: quem assistiu o episódio do Gavin deve-se lembrar q essa mulher disse ao Cesar não saber como reabilitá-lo pq sempre procurou NÃO SE APEGAR A ELE, pois era um cão de trabalho. Mas Gavin foi um cão herói por seus próprios méritos.

Então, meu lamento aqui é por GAVIN, e não por nenhum humano. Gavin, um cão tão bom, que merecia ter tido um dono que o considerasse mais. Com certeza agora na Ponte do Arco Íris São Francisco dá a Gavin todo o carinho que ele não teve em vida.

Nota: Gavin é o labrador amarelo da foto, lambido por seu irmão preto.

Tereza



sexta-feira, 18 de março de 2011

Saudades... Rafleys




TRÊS MESES SEM MEU RAFLYNHO

Um dia (09/04/1996), um ser de luz nasceu para iluminar a minha vida. Era dono de tanta alegria e de tanto amor, que tornou-se o reizinho do meu lar. Com a força de sua vivacidade, de sua alegria e de seu amor tinha o dom de espantar meus aborrecimentos, minhas angústias, minha dor. Todos os seus sons (passos, latidos, arrastar de bolas e brinquedos) se espalhavam pela casa e preenchiam meus ouvidos. Porém, há exatos três meses (18/12/2010), o menino Deus, que com certeza adora brincar com anjinhos de quatro patas o chamou, e ele foi morar e brincar onde moram as estrelas, um lugar onde minha visão e cuidados não conseguem alcançar.
Agora fico a lembrar e muitas vezes a chorar, olhando para o céu, por vezes até clarear, na esperança de vê-lo, meu filhinho e eterno bebê Rafleys. Tento fazer de conta que tudo está bem quando na maioria das vezes isso não é verdade. Resumir tudo o que se passou, tudo o que se viveu em um simples adeus, não é possível. Tive de despedir-me de suas peraltices, inteligência, companheirismo, lealdade, amizade, do brilho de seu olhar terno e carinhoso, do seu corpo, da maciez de seu pelo, mas na verdade ficou-me o essencial: o amor. Em último caso as únicas coisas que tenho são a interminável saudade e o amor que dei e recebi.
Raflynho, que falta faz sua alegria, seu companheirismo, seu amor. Sem você, a minha vida agora é ter saudades de você. Dizer que sinto sua falta infelizmente não é o bastante para lhe trazer de volta. Os meus dias (ou a maioria deles) são feitos de pequenos e constantes desejos de vê-lo, de vagarosas saudades, de vagas felicidades, de silenciosas e, por vezes, dolorosas lembranças. Alguém me disse: seu querido Rafleys apenas seguiu uma viagem na sua frente para poder preparar o caminho de seus reencontros, mas é difícil acreditar que ele partiu. Às vezes, por instantes, ainda me esqueço, ou quero esquecer.
Sempre tenho a sensação de tê-lo perto de mim. Gostaria de pensar que ele consegue me ver, que está de fato perto, e que agora vive em paz e, sobretudo, muito, muito feliz. O nosso amor, meu filhinho amado, meu companheiro, meu amigo, minha maior alegria, meu anjinho, sempre se manterá. E enquanto a poeira mágica das estrelas nos céus se espalhar, o meu coração será SEMPRE, SEMPRE SEU!
Pela amizade que generosamente me ofertou, por minha fé que você alimentou, pela paz que me transmitiu, pela nobreza e pureza de seus sentimentos, pela sua presença em todos os momentos de minha vida, por me direcionar para Deus a todo instante, por esse lindo e incondicional amor, por tudo isso e muito mais, peço a Deus, a São Francisco e a todos os Protetores desses anjos que dedicaram suas vidas para nos amar, que lhe abençoem meu querido, amado e inesquecível anjo-amigo.
Rafleys amado, a distância impede que o veja e o tenha fisicamente próximo a mim, mas não impede que eu lhe ame para sempre.
Obrigada Senhor, por ter me presenteado por quase 15 anos com esta maravilhosa Criaturinha que, apesar de não ter sido para minha vida toda, fez a minha vida eterna.
Até um dia, meu belo “rapazinho”.
Voltaremos a nos encontrar um dia.
Adeus, “Rafleys – matéria”.
Bem-vindo, “Rafleys - espírito e luz”.
Sua mãe que o levará para sempre no coração
.

Vanda



Estrelinha Russo


✰ 17/03/2011


Russo

Russo foi um gato tão manso e tão bom que parecia cachorro, seguia as pessoas da família e vinha quando o chamávamos pelo nome.
Como tantos seres bons, sofreu muito em sua vidinha, quase morreu com o primeiro dono, que tinha 16 cães, e como Russo gostava de cães e não tinha medo deles, não soube fugir do perigo e os 16 cães o pegaram e quase mataram... Esse rapaz, então,
o deu a meu filho, porque meus cães não atacam meus gatos.
Mas quando eu trouxe minha viraboxer resgatada, ela não estava acostumada com gatos estranhos e também pegou Russo, se eu não tiro o gato de sua boca, talvez ele houvesse morrido.
Russo viveu mais 2 anos comigo e meus cães, até que em dezembro de 2009, no aniversário de meu netinho, os convidados entraram em meu terreno com os carros, e um carro passou em cima do rabo do Russo. Levei-o correndo à vet minha amiga, que amputou o rabo do gatinho, mas ele nunca mais foi o mesmo, foi definhando por estes últimos 15 meses, até que hoje descansou para sempre.
Rogo a São Francisco que cuide dele pra mim, na Ponte do Arco Íris.

Tereza






quarta-feira, 16 de março de 2011

Tati e Tommy


Ao ler em "Desabafos do coração" um comentario da amiga Andreia, que fala da perda de seu amadinho, e na procura sobre a morte encontrou Tati, uma jovem que perdeu a vida com seu cãozinho Tommy em um acidente de carro e as cartas psicografadas para a família em que ela diz estar com o animal de estimação o tempo todo.

Fui a procura da carta e posto aqui pra vocês.

Muito maravilhoso saber que eles estão a nossa espera e quando partimos nos encontraremos e ficaremos juntos!


Tati

Que Deus ilumine seu caminho e o doTommy

para a eternidade!


CSFMP



1ª Psicografia da Tatiana Madjarof


É incrível mãe!

É difícil explicar esta minha emoção e todo este intercâmbio que me permite entregar esta carta em suas mãos.

Mamãe Rosana, não quero chorar, quero fazer de conta que estou lá no Texas, com minhas lembranças de todos e com a certeza de que aconteça novamente o nosso encontro.

Mãe, naquele dia do acidente, me senti igual a um pássaro voando para atender o trinar de outro amigo que o chama para a festa da vida.

Atendia o convite da Lydia, sentindo em meu ser a felicidade de ser lembrada por alguém a quem coloquei bem dentro do coração.


Próximo a mim, o presente do papai Jorge: o cãozinho Tommy; meu companheiro, motivo de minha alegria. Saímos de Tubarão, mas não foi possível chegar ao encontro desejado com nossa Lydia. Não creio que minuciar os detalhes do acidente possa nos causar algum benefício. Quero apenas dizer que o meu Tommy me acompanha até hoje, e que eu não me deparei com os sofrimentos que possam imaginar.


Aconteceu que o encontro com o outro veículo só me deu a consciência, naquele momento, quando chamei: Meu Deus! Nada vi, nada senti.

Foi como se apagasse uma luminária que permanece com sua luz na energia da vida. Me lembro de abrir os olhos pela primeira vez dentro do novo espaço de vida.

Sem alarde, iniciava minha trajetória de encontros.

A tia Silvinha, a tia Ivete, o vovô Paulo, cada um tentando me entregar tudo que possuíam de bom na tentativa de amenizar o meu susto, mas confesso que os encontrei com o meu olhar sem compreender, é certo, mas não transmiti a eles qualquer movimento ou palavra de revolta.

O certo mãe, é que Deus ali se apresentava através do amor de suas criaturas.

Para não complicar o assunto, prolongando-o com nossas palavras, devo dizer que não me faltou calma, e, a presença do Tommy, que logo me foi entregue, era de maneira a me fazer segura.

Sentia junto ao cãozinho, a presença do papai Jorge e a sua presença mãe.

Sentia que minha irmã Lú, a nossa Luciana, ali estava, e, as presenças do vovô Paulo, da tia Ivete e da tia Silvinha me fazia sentir bem.

Ao meu lado a vovó Rosa, e o exemplo desta guerreira me auxiliava a não fraquejar. O que terminou mãe? O corpo!

Sua filha permanece, e minha vida tem ela os mesmos sentimentos dedicados a vocês. Vovó Rosa, você é vencedora!

Me ajude a ser vencedora.

Dá aquele beijo na Mari e no Paulinho. Diga a eles que são beijos da tia Ivete e meus. Dá um abração no tio Paulo. Sinto falta daqueles momentos em que, descontraídos, fazíamos juntos aquela festa em família.

Mãe! Nos amamos.

Permanecemos na condição de grandes amigas e seremos assim sempre; capazes de compreender uma a outra.

Meus beijos.

Penso que nos Estados Unidos, me via bem mais distante de você do que estou agora. Espero que o papai Jorge, através do que escrevo, sinta o quanto de amor tenho por ele, e que meu bondoso pai leve até a vovó Jacy e o vovô Eduardo, meu carinho de neta.

Beijos mãe.

Beijão vovó Rosa.

Aprendo com você a ser vencedora. Amo vocês.


Tati.

Tatiana Madjarof Bussamra.

MENSAGEM PSICOGRAFADA PELO MÉDIUM CELSO DE ALMEIDA AFONSO, EM REUNIÃO PÚBLICA, NA NOITE DO DIA 15/09/2006, NO CENTRO ESPÍRITA “AURÉLIO AGOSTINHO”, À AV. LUCAS BORGES, 61 – UBERABA – MG.


Esclarecimentos:


Rosana e Jorge — Pais; Lú (Luciana) — Irmã; Vovó Rosa — Avó materna; Mari (Mariana) e Paulinho — Primos, filhos da tia Ivete; Tio Paulo — Tio materno; Jacy e Eduardo — Avós paternos; Lydia — Melhor amiga da Tati. A Tati se dirigia à casa de praia da Lydia, em Laguna – SC, para um almoço entre amigos, quando aconteceu o acidente; Tommy — Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati ganhou do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela; Tia Silvinha — Tia materna, desencarnada em 04/05/1986, aos 19 anos, em acidente automobilístico na Via Anchieta; Tia Ivete — Tia materna, desencarnada em 22/06/2005, aos 44 anos, em decorrência de um câncer; Vovô Paulo — Avô materno, desencarnado em 12/05/1991, aos 57 anos, vítima de infarto; Tubarão — Apesar de morarmos em São Paulo, a Tati morava em Tubarão – SC, devido ao fato de estar cursando a faculdade de medicina nesta cidade; Texas — Local em que fez intercâmbio estudantil, na cidade de Killeen, entre agosto/1999 a agosto/2000; Estados Unidos — Há 3 anos consecutivos que a Tati passava as férias de final de ano no Colorado, trabalhando em estações de esqui.


Tatiana Madjarof Bussamra Nasceu em 21/12/1982 em São Paulo – SP

Desencarnou em 04/02/2006 em Capivari de Baixo – SC

terça-feira, 15 de março de 2011

Saudades... Cherry


Cherry

Minha Princesa... Quatro meses sem você...
Sinto tanta saudades, ainda está doendo muito.
É uma dor que não tem fim...
Saudades do teu cheiro....Saudades dos passeios...
Saudades das nossas caminhadas toda tardinha..
Saudades das nossas brincadeiras de pega pega...

"SAUDADES DE VOCÊ MEU ETERNO AMOR"...

Acada dia que passo sem você a saudade é maior.
Hoje pensei em todos os momentos de alegrias que
compartilhamos nos 14 anos juntas.
Lembrei da noite em que você chegou, tão pequena, tão frágil
tão meiga.
Na epoca eu já tinha a Laikynha, que também era bebê
mais você me encantou desde o primeiro momento e não tinha como
não ficar com aquela coisinha linda
que em pouco tempo cresceu e ficou uma bolinha de gorda.
Daí veio a luta para emagrecer, foi tão gratificante quando
chegamos ao nosso objetivo,em 02 anos vc tinha perdido 8 quilos
todo esforço tinha valido apena,mais tão derepente vc partiu.
Sei que hoje você está feliz ao lado de novos amiguinhos
e junto com a Laikynha olha pela mamâe.
"Te amo meu Amor"
Amor igual ao teu,eu nunca mais terei...
Amor que não se pede, Amor que não se mede, que não se repete...
"Amor"....


Zulene

Estrelinha Chiquinho


✰ 14/03/2011

Chiquinho

"Não, o coração que amou de fato jamais esquece. Mas, continua amando até o fim. Como o girassol volta para o seu Deus, quando ele se põe, o mesmo olhar que lhe dirigiu quando ele nasceu "
Thomas Moore


ETERNAS AUSAUDADES AUMIGO CHIQUINHO

Lord Campos


MONTAGEM DAS AUMIGAS Kayla ღ Keyze








quarta-feira, 9 de março de 2011

Estrelinha Jully Jujuba


20/10/2009
✰08/03/2011


AUMIGA JULLY JUJUBA

A NOSSA QUERIDA E PRA SEMPRE FADA SININHO.
ETERNAS AUSAUDADES DE VC PRINCESA.

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristeza vou viver
E aquele adeus não pude dar
Você marcou a minha vida
Viveu, morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão que em minha porta bate
E eu Gostava tanto de você
Gostava tanto de você.

TE AUMAREI PRA SEMPRE AUMIGA.
ETERNAS AUSAUDADES...


ESSA É UMA HOMENAGEM DO SEU AUMIGO
LORD CAMPOS





Saudades... Chubiska


5 meses sem Chubiska

Hoje faz 5 meses que você partiu, cruzou a Ponte do Arco Íris.
São 5 meses de muita dor e saudade, sem poder te pegar colo, sem você me acordando e pedindo para passear no corredor do prédio logo cedo, nos esmagando na hora de dormir, pedindo "carninha" de sachê, tendo seus "ataques" de correria e brincadeiras após as 23h, miando muito na sacada "reclamando" quando alguma nuvem escondia o sol e parava de lhe aquecer, subindo na mesa e enfiando sua cabecinha no pacote de pão, pedindo chocolate quando estávamos comendo...
Não imaginava o quanto ia doer após sua partida, ainda choro muito, sei que não quer me ver triste, tento melhorar mas tem sido muito difícil.
Meu amorzinho, fica em Paz tá bom?
Chegará o dia em que nos reencontraremos e ficaremos para sempre juntas.
Eu te amo demais!!




Keli

sábado, 5 de março de 2011

O Sol e a Lua



O sol e a lua

Quando o SOL e a LUA se encontraram pela primeira vez, se apaixonaram perdidamente e a partir daí começaram a viver um grande amor.
Acontece que o mundo ainda não existia e no dia que Deus resolveu criá-lo, deu-lhes então o toque final... o brilho! Ficou decidido também que o SOL iluminaria o dia e que a LUA iluminaria a noite, sendo assim, seriam obrigados a viverem separados. Abateu-se sobre eles uma grande tristeza quando tomaram conhecimento de que nunca mais se encontrariam. A LUA foi ficando cada vez mais amargurada, mesmo com o brilho que Deus havia lhe dado, ela foi se tornado solitária. O SOL por sua vez havia ganhado um título de nobreza "ASTRO REI", mas isso também não o fez feliz. Deus então chamou-os e explicou-lhes: - Vocês não devem ficar tristes, ambos agora já possuem um brilho próprio. Você LUA, iluminará as noites frias e quentes, encantará os enamorados e será diversas vezes motivo de poesias. - Quanto a você SOL, sustentará esse título porque será o mais importante dos astros, iluminará a terra durante o dia, fornecerá calor para o ser humano e a sua simples presença fará as pessoas mais felizes. A LUA entristeceu-se muito com seu terrível destino e chorou dias a fio... já o SOL ao vê-la sofrer tanto, decidiu que não poderia deixar-se abater pois teria que dar-lhe forças e ajudá-la a aceitar o que havia sido decidido por Deus. No entanto sua preocupação era tão grande que resolveu fazer um pedido a ELE: - Senhor, ajude LUA por favor, ela é mais frágil do que eu, não suportará a solidão... e Deus em sua imensa bondade criou então as estrelas para fazerem companhia a ela. LUA sempre que está muito triste recorre as estrelas que fazem de tudo para consolá-la, mas quase sempre não conseguem. Hoje eles vivem assim... separados, o SOL finge que é feliz, a LUA não consegue esconder que é triste. O SOL ainda esquenta de paixão pela LUA e ela ainda vive na escuridão da saudade. Dizem que a ordem de Deus era que a LUA deveria ser sempre cheia e luminosa, mas ela não consegue isso... porque ela é mulher, e uma mulher tem fases. Quando feliz consegue ser cheia, mas quando infeliz é minguante e quando minguante nem sequer é possível ver o seu brilho. LUA e SOL seguem seu destino, ele solitário mas forte, ela acompanhada das estrelas, mas fraca. Humanos tentam a todo instante conquistá-la, como se isso fosse possível. Vez por outra alguns deles vão até ela e voltam sempre sozinhos, nenhum deles jamais conseguiu trazê-la até a terra, nenhum deles realmente conseguiu conquistá-la, por mais que achem que sim. Acontece que Deus decidiu que nenhum amor nesse mundo seria de todo impossível, nem mesmo o da LUA e o do SOL... e foi aí então que ele criou o eclipse. Hoje SOL e LUA vivem da espera desse instante, desses raros momentos que lhes foram concedidos e que custam tanto a acontecer. Quando você olhar para o céu a partir de agora e ver que o SOL encobriu a LUA é porque ele deitou-se sobre ela e começaram a se amar e é ao ato desse amor que se deu o nome de eclipse. Importante lembrar que o brilho do êxtase deles é tão grande que aconselha-se não olhar para o céu nesse momento, seus olhos podem cegar de ver tanto amor.

Bem, mas na terra também existe sol e lua... e portanto existe eclipse... mas essa era a única parte da história que você já sabia, não era?


(Silvana Duboc)


sexta-feira, 4 de março de 2011

Estrelinha Fionah




*23/02/2008
✰09/02/2011

Fionah

Sinto sua falta a cada dia .
do cheiro ,as trelices ,do barulho do sacudir de orelhas ,
do bom dia , da boa noite .
Só peço aos anjos que estejam com você ,que confortem meu coração ,
pois a dor que sinto é tão grande que as vezes parece que não cabe em mim.
Te amuuu d+.
E Sei que você esta em um bom lugar ,faço minhas orações pensando em vc .
E só tenho a agradecer pela tua existencia,lealdade,companherismo,
Amor na minha vida .
Fique na paz !Saudades ...

Fernanda


quinta-feira, 3 de março de 2011

Hoje





HOJE...

Hoje só queria esse pôr do sol assim, por horas em mim.
Hoje, desejei essa luz suave
Calma de fim de tarde...
Queria um mar pra completar esse dia, queria, quem sabe?
Quem sabe um dia a mais de companhia.
Uma semana a mais de abraço.
Um mês no regaço.
De carinho ofertado.
Hoje eu queria, não, eu quero mais.
Minha alma precisa de mais...
Mais que palavras,
Mais que sonhos,
Mais que vontades adiadas.
Hoje, preciso me sentir amada, não só por pessoas,
Mas pela vida... A muito abandonada.
Não abandono de morte, mas da própria sorte.
Hoje, eu queria um canto,
Qualquer canto, que pudesse encher meus olhos
Transbordar minhas retinas,
Inundar meu peito de esperanças.
Hoje eu queria voltar a ser criança.
E tentar reviver, rever, reter o que o adulto deixa se perder...
Hoje...Só hoje, eu queria ganhar do tempo,
Não embranquecer tantos cabelos,
Não encarar as rugas...
Queria sair pelas ruas, reencontrar o prazer.
Hoje, eu queria poder Ser...
E um pouco de Ter,
Pra tranqüila, ser mais feliz, ao encontrar você!
Hoje sinto o pôr do sol em mim...
Sinto dias sem fim.
Nostalgia que pertence as tardes, e nos deixa assim...



Poesia por M.Deccache