.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Estrelinha Vedhita





26/10/2012


Vedhita,

meu anjo, carinhosamente chamado de Veve. Hoje você descansa em paz, após tanto sofrimento.
Hoje você é a estrelinha que mais brilha nesse céu... atravessou a ponte do arco-íris e deixou muitas saudades, de sua mamãe humana e toda a família, seus irmãozinhos de 4 patas tambem sentem sua falta, mas, você sabe que sua mamãe fez tudo que estava ao alcance dela para você melhorar.
Deus e São Francisco de Assis acharam que era chegada a sua hora e o chamaram para perto deles. Eu, sua madrinha, infelizmente não tive tempo de conhecê-lo pessoalmente, mas, já o amava e sentia um carinho enorme por você. Hoje lamentamos sua partida, mas, estou certa de que um dia nos encontraremos e brincaremos muito ainda! Você foi muito amado pela mamãe Gislaine!
Esteja certo disso, e, jamais ela esquecerá de você.
Fique em paz meu anjinho de 4 patas .

Katia


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Estrelinha Lucky




CARTA QUE EU ACREDITO QUE O LUCKY FALARIA SE PUDESSE

Minhas posses materiais são poucas, mas deixo minhas pra você:
Uma coleira mastigada em uma das extremidades, faltando dois botões, uma desajeitada cama de cachorro e uma vasilha de água que se encontra rachada na borda.
Deixo para você a metade de uma bola de borracha, os brinquedos mastigados que as vezes pegava escondido.
Deixo para você uma mancha no tapete, uma ferrugem na sua maquina de lavar, pois adora fazer xixi ali, deixo pra você a perna da mesa toda comida adorava afiar meus dentes ali, e sei que toda vez que olhar para ela, lembrara de mim.
Deixo também aquele edredom que você comprou p/mim agora todo mastigado e rasgado.
Além disso, eu deixo para você a memória, que aliás são muitas.
Deixo para você a memória de dois enormes e meigos olhos pretos que te olhavam com todo amor que se é impossível de descrever, , de uma cauda que balançava toda vez que você me chamava com voz mansa, de um abaixar de cabeça quando você ficava brava comigo.,
Deixo também só para você, o barulho que eu fazia ao sair correndo,quando íamos passear, a minha alegria, meus latidos de felicidades.
Deixo ainda na sua memória, toda vez que abrir a janela nas manhãs, meu saltitar com meus latidos constantes, ate você me acariciar.
Recordo-me das suas risadas, toda vez que você erguia a mão e eu pulava igual louco para alcança-las.
Deixo meu abraço....a lembrança de toda vez que você chegava, e me pedia...cade o abraço da mamãe, e eu ia e colocava minhas 2 patas sobre seu peito e você me acariciava.
Deixo-lhe como herança minha devoção, minha simpatia, minha fidelidade, meu apoio quando as coisas não iam bem, meus latidos quando você se levantava, deixo lhe meu olhar...
Eu nunca fui à igreja e nunca escutei um sermão. No entanto, mesmo sem haver falado sequer uma palavra em toda a minha vida, deixo para você o exemplo do amor da fidelidade e compreensão.
Sua vida tem sido mais alegre, porque eu estive ao seu lado! E saiba que estarei te olhando sempre. Saiba que eu sempre serei grato,eu sempre serei grato por tudo o que você fez por mim, e principalmente pelos anos que passamos juntos...e tenho muito a agradecer... Agradecer por ter me acolhido, ter cuidado de mim, me proporcionado momentos felizes e inesquecíveis, me dado uma família, um lar digno, essas lembranças estará comigo aonde eu estiver!! Obrigado pela infinita paciência também, obrigado por ter perdoado tantas estripulias, tantas destruições, fiz tantas coisas erradas em seu tapete (era mais forte do que eu aquele cheiro me atraía muito), destruí tantos sapatos, chinelos brinquedos do meu irmão humano, arranhei tanto seu carro e os buracos que fazia no seu quintal, cavando cavando... aquele cheiro da terra, eu me divertia muito, Você para mim sempre foi a pessoa mais importante, colocava meu alimento, me escovava, me dava água sempre fresquinha e me dava muito carinho....Eu contava as horas todos os dias esperando você chegar do trabalho para te receber com muitas lambidas...algumas vezes você não tinha tempo para mim, mas sempre compreendi.
E nossos passeios, que te arrastava de tanta ansiedade para ver os cães na rua, as vezes arranjava confusões você dizia que eu não tinha tamanho para enfrentar aqueles cães fortes e robustos!! E os banhos de esguicho que você me dava, ah eu amava a água fresca escorrendo no meu pelo, e a melhor parte era de chacoalhar, te molhava inteira, e você me dava bronca, e aquele perfume me fazia espirrar, espirrar....Você nunca me deixou faltar nada e cuidava de mim como um filho e uma pessoa da família!! Obrigada por tantos cuidados e preocupações,
...infelizmente meu tempo de vida foi curto e não poderei ser teu companheiro mais...O que mais me conforta é que depois de tantos anos de convivência transformei você em uma pessoa melhor, mais sensível e solidária. O mundo seria melhor se todas as pessoas tivessem um bichinho de estimação, descobririam o verdadeiro significado de amizade, fidelidade, pureza e seriam mais toleráveis!!

Muitas pessoas não compreendem nossa missão aqui na terra, que é de transformar vocês humanos em pessoas melhores, muita gente não enxerga que somos seres puros e inocentes e nos encara de forma errada!! E é apenas isso que somos seres puros, inocentes e cheios de amor para dar...muitas vezes vocês humanos nos transformam em seres agressivos, indóceis e amargos como muito de vocês!! Já eu só tenho a agradecer a vida digna e feliz que me destes e lhe peço que nunca deixe meu espaço vazio, se puder o preencha com outro ser como eu, não para me substituir, mas para continuar minha missão de tornar você cada vez melhor e especial!!"

Seu anjo LUCKY



LUCKY,


meu anjo por mais que eu ande, por mais longo que seja meu caminho, por mais que as horas, os minutos, os segundos passem, por mais que o tempo passe, os quiilometros não importam....sempre lembrarei.
Nem mesmo o mar, o oceano, o imenso deserto, a lua, a imensidão do céu, não importam o espaço, a lua. Não há nada me faça...esquecer.
Não precisam palavras, nem espaços, nem olhares. Não precisa nada, é só parar e pensar.... Sentir saudades. Nem a escuridão do momento, nem o silencio.....
Chorar, deixar as lágrimas rolarem. Deixar que o tempo fale por nós...
Você simplesmente foi muito especial,
Nada e ninguém, não há quem me faça te esquecer, pois você é inesquecível.... Sua curta trajetória, deixou marcas que serão eternas....Fique na paz de Deus meu anjinho.....Te amarei sempre! sua mae:

Adriane De Paula Ruiz


domingo, 28 de outubro de 2012

Estrelinhas Twigy, Cindy e Tintin




Aos meus 3 Anjinhos

TWIGY,CINDY E TINTIN

Que partiram antes de mim e levaram 3 pedaços de mim.
A dona estará sempre aqui vos amando...esperando o dia que estaremos de novo juntos...o meu cólinho sempre quentinho vos aguarda.

Zeza Freitas


sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Ilustre Visita



Ilustre Visita

Trecho do livro Todos os Animais merecem o Céu
Marcel Benedeti


No rancho, Gustavo tomava as providências para receber a ilustre visita
daquele elevado espírito que, sem dúvida, seria um estímulo aos voluntários.
Pediu a todos os trabalhadores que mentalizassem por alguns instantes uma
energia tão forte quanto a energia solar, para que nenhum resquício de energia
mais pesada pudesse prejudicar a estada do convidado.
A guarda foi redobrada nos limites do rancho, pois a aproximação de
caçadores poderia comprometer e pôr a perder todo o trabalho de higienização
e proteção ambiental.
Faltavam somente alguns minutos para a última aula que seria a de
encerramento de ciclo. Gustavo prepara o palanque nos jardins do rancho,
onde se podia ouvir o som de água correndo por fontes belíssimas que
enfeitavam aquela beleza arquitetônica que era aquele jardim. O lago era
cristalino, as flores não se igualavam a qualquer uma conhecida na Terra.
Verificou a cúpula onde deveria permanecer a ilustre figura durante sua estada,
para se proteger das energias do ambiente, que eram por demais concentradas
para seu corpo sutilíssimo.
Verificou todos os itens, mas nada notou de anormal. Mesmo assim,
acionou as luzes violetas higienizadoras por garantia. Aquela luz fazia uma
espécie de varredura luminosa no ambiente, fazendo passar feixes de luz ao
longo de todo o local à maneira de um ‘scanner’, tornando a atmosfera ainda
mais agradável.
Completando o clima, entre as flores muito bem distribuí das pelo jardim,
havia rosas de cores diversas e outras flores lindíssimas com perfumes suaves
que tomavam todo o ambiente. Faltavam menos de trinta minutos e todos
estavam à espera da última aula, inclusive Guilherme que chegou cedo.
Também os professores e colaboradores lá estavam. Além deles, muitos animais ansiosos, aguardavam a chegada do visitante. Havia animais de todos os
tamanhos, espécies e raças, inclusive os aquáticos, dentro do lago cristalino...

... O senhor Gustavo já estava acionando as luzes especiais e a cúpula de
proteção, quando aproxima-se uma pessoa que representa o palestrante e pede
que não acione nenhum dos dois sistemas, pois não seria necessário.
Ele explica que o palestrante, em uma demonstração de humildade,
condensará suas energias para se tornar visível a todos e não permanecerá sob a
cúpula para não constranger aos espectadores.

Uma cortina que estava estendida por trás do senhor Gustavo escondia os
bastidores do palanque, mas enquanto Gustavo falava puderam notar uma luz
que surgiu intensa por alguns segundos e se refletia no tecido da cortina.
Novamente surge outra pessoa e se dirige ao senhor Gustavo. Era um homem
franzino, de baixa estatura, braços finos assim como suas feições, e usava uma
túnica idêntica à dos trabalhadores do rancho. Deveria ser um dos
trabalhadores da instituição que trabalhava nos preparativos da palestra e que
deveria estar dando algum recado sem importância, pensaram todos, com
exceção de Gustavo, João Rubens e outros que já o conheciam. As pessoas
impacientes tentavam olhar por detrás da cortina, ansiosos pela chegada, mas
não perceberam que era o palestrante que acabava de chegar e com sua grande
humildade não queria se diferenciar dos demais trabalhadores de quem se
considerava um mero colaborador.
O senhor Gustavo anuncia sua chegada:

— Senhoras e senhores, apresento-lhes o palestrante de hoje, que nos faz
esta visita especial de encerramento de ciclo.
Neste momento as pessoas bateram palmas mecanicamente, olhando para
o palanque e ainda por trás da cortina à espera do visitante. Aquele homem
franzino aproximou-se da borda do palanque e faz uma reverência aos
espectadores. Todos olharam um para o outro se perguntando: — Será ele?
Esperavam por alguém que causasse mais impacto com sua presença,
alguém que causasse comoção ao simples olhar. Aquele era comum, sem
aqueles aparatos que normalmente as pessoas esperam de um espírito elevado.
Muitos não entenderam a dificuldade que havia para um espírito de tão elevada
categoria e sutileza adensar seu corpo para se tornar visível e apresentar-se sem a
proteção da cúpula, que o abrigaria das energias emanadas pelos ouvintes, e não
se deram conta de quão humilde era aquele que vinha ao encontro deles como
um igual.
Aquele homem de baixa estatura e compleição delicada parou diante dos
ouvintes, juntou os dedos das mãos e cumprimentou a todos com uma voz tão
suave que parecia irreal. Assemelhava-se a um pensamento que brotava na
mente das pessoas que o ouviam. Então todos sorriram surpresos, pois não
havia dúvidas de que não era um simples trabalhador da casa, mas aquele que
todos esperavam.
Cumprimentou a todos, inclusive os animais e as plantas, o lago, o céu, o
vento e o Sol. Agradeceu a Deus a oportunidade de poder estar ali, diante
daquelas pessoas que tinham as mesmas preocupações que ele tinha quando
viveu na Terra. Ele que via todos os seres do mundo como irmãos que merecem
tanto de Deus quanto nós, pois somos realmente irmãos.
Iniciou sua palestra a respeito da vida plena em que estaremos um dia
quando reconhecermos os direitos à vida que têm os nossos irmãos animais,
nossas irmãs plantas, e acima de tudo nossa grande irmã Terra que sofre com a
nossa ação depredatória. A Terra que contém a vida em todo o seu potencial, e que cada coisa nela contida é um irmão ou uma irmã. Ressaltou a dádiva que é
poder viver na Terra e ter contato com todos esses irmãos e poder trocar
energias com todos eles. Agradeceu a chance de ter vivido na Terra e ter tido a
oportunidade de conhecer a água, o céu, a lua, o Sol, o vento, os rios, os peixes,
e todos os animais e plantas, e todos os seres da floresta, os elementais, o fogo,
o chão, as pedras, a chuva, as pessoas, enfim todos. Agradeceu a Deus por
poder ter sido útil a Ele e ter podido amar a todos os seres criados por Ele
igualmente.
A palestra era tão tocante que não se via uma pessoa sem lágrimas nos
olhos ao ouvir aquelas palavras que iam direto ao coração. Pediu a todos que
nunca se vissem como inimigos, mas como irmãos e que procurassem sempre o
amor antes de tudo, e encerrou com uma linda prece.

Louvado seja Deus na Natureza, mãe gloriosa e bela da beleza e
com todas as suas criaturas.
Pelo irmão Sol, o mais bondoso, o verdadeiro, o belo, que
ilumina criando a pura glória. A luz do dia!
Louvado seja Deus pelas irmãs estrelas, belas, claras irmãs
silenciosas e luminosas, suspensas no ar.
Pela irmã Lua que derrama o luar.
Louvado seja pela irmã nuvem que há de nos dar a fina chuva
que consola.
Pelo céu azul e pela tempestade, pelo irmão vento, que rebrama
e rola.
Louvado pela preciosa e bondosa água, irmã útil e bela, que
brota humilde e casta e se oferece a todo o que apetece o gosto dela.
Louvado seja pela maravilha que rebrilha no lume o irmão
ardente, tão forte que amanhece a noite escura e tão amável que
alumia a gente.
Louvado seja pelos seus amores.
Pela irmã Madre Terra e seus primores, que nos ampara e oferta
seus produtos, árvores, frutos, ervas, pão e flores.
Louvado seja pelos que passaram por tormentos do mundo
doloroso e, contentes, sorrindo, perdoaram.
Pela alegria dos que trabalham.
Pela morte serena dos bondosos.
Louvado seja Deus na mãe querida, a Natureza, que fez bela e
forte.
Louvado seja Deus pela vida.
Louvados seja Deus pela morte.

No momento em que proferia a prece, do alto caíam finas gotículas que
perfumavam o ambiente e pequenos flocos que flutuavam suavemente sobre os
presentes e, ao tocá-los brilhavam como se enorme quantidade de energia se
desprendesse daqueles corpúsculos mínimos, atingindo a todos.
Ao despedir-se, saiu tão humildemente como quando entrou. Alguns iam
bater palmas, mas ele pediu que não o fizessem, mas que meditassem sobre o
que foi dito. Dizendo essas últimas palavras, baixou a cabeça, fez uma
reverência e afastou-se para trás da cortina sem dar as costas aos ouvintes.
Viu-se novamente, no local, um enorme clarão que súbito desapareceu.
O senhor Gustavo, comovido com as palavras do orador e ainda com os
olhos úmidos, deu por encerrado o ciclo de aulas...

Estrelinha Preta




22/10/2012

Preta

Preta, preta, pretinha, era assim que a chamava, faziam 5 anos que preta estava conosco e todos os dias bem de manhãzinha era dela o primeiro canto, até que nesta segunda dia 22/10/2012 acordamos sem o canto que soava bem alto.
Minha pequena de penas se foi e mais uma vez meu coração se encheu de uma dor inexplicável e a sensação de impotência mais uma vez tomou conta de mim.
Perdi, mais uma vez, uma criança se foi.
Mais uma vez estou com o coração em pedaços, sofrendo por mais uma perda.
Preta, saiba que você durante esses 5 anos nos encantou com seu canto.
Foi ótimo ter acordado todos os dias com você. Me fez lembrar agora quando Pitty se foi e eu me desfiz de você junto com seus irmãos, e no outro dia chorei ao acordar e não ouvir seu canto maravilhoso então não pensei, corri e peguei todos vocês de volta, e aí pude me completar novamente.
Assim como todos os outros que se foram eu estarei aqui tendo a certeza que um dia nos veremos novamente, porque não podemos partir assim, pra sempre, sem ao menos ter tido a chance de dizer adeus!
Amo você preta, e todos os seus irmãos que já se foram: Amarelinha, Pitty, Pipoca, Pequenino, Bebezinho ... Sammy. Um dia estaremos juntos novamente. 
Um beijo de alma de sua eterna mãe, 

Zaida.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Estrelinha Katucha




KATUCHA

SAUDADES MUITAS DE VOCÊ KATUCHA,
APESAR DO POUCO TEMPO QUE VOCÊ FICOU POR AQUI.
ESTEJA BEM ONDE VOCÊ ESTIVER...
MEU CORAÇÃO ESTÁ CONTIGO.
ESTARÁ SEMPRE...

Sueli Nogueira

Estrelinha Tarcila




23/10/2012

Tarcila

Minha Tarcila, me deixou ontem, descansou..... 14 anos de muito amor, carinho, dedicação e gratidão ! 
Muito triste mesmo, só me resta agora as lembranças.

Thais Dias Calmon

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Tia Nana


 Tia Nana

Trecho do livro Todos os Animais merecem o Céu
Marcel Benedeti


... Ao chegarem na casa do vovô Omori, foram recebidos por alguns cães,
dentre eles, Kika, uma mestiça de pastor alemão, a preferida de tia Nana, e
alguns gatos, eram a paixão de tia Nana, por isso sempre teve a companhia de
um deles. Além de Kika, outros cães vieram receber os visitantes. Os cães
corriam, pulavam e latiam ao redor deles e do senhor Omori, enquanto os gatos
roçavam nas pernas em sinal de boas-vindas. O alarido dos cães era intenso,
mas se aquietaram a pedido de tia Nana que se aproximou. Cláudia
surpreendeu-se com a ótima aparência dela, pois soube que estava hospitalizada
por ocasião de seu retorno ao plano espiritual, em decorrência de uma
enfermidade. Os médicos diziam que ela demoraria um pouco a se recuperar,
mas estava muito bem. Estava com aparência mais jovem e alegre, e a seu redor
uma aura brilhante demonstrava sua saúde.
— Ah! Mas a senhora está uma beleza. Parabéns, tia! — cumprimentou
Cláudia.
— Muito obrigada. Você também esta uma belezinha.
— Que bom que a Kika está aqui também, não é mesmo tia?
— É mesmo, Cláudia. Estes animais e as minhas plantas são a nossa alegria.
Além deles há os hóspedes, que são os pássaros que vêm nos visitar e
compartilhar das refeições que sirvo a eles. Eles nos divertem muito após cada
dia de trabalho.
— Que bom que a tia já está trabalhando — disse Cláudia, feliz por ver a tia
tão saudável.
— Sim, estou trabalhando na biblioteca. Sou novata, mas estou
aprendendo rapidamente a rotina do trabalho e, com certeza, em breve estarei a
par de tudo.
— Qualquer dia destes a visitarei no trabalho. — Falou Cláudia.
— Será uma grande alegria recebê-la.
Na biblioteca eu trabalho quatro horas por dia, e o restante do tempo
aproveito para cuidar de minhas plantas e dos bichos que temos aqui.
— A tia está mesmo disposta, hein! — falou Cláudia à sua tia, admirada da
disposição que aparentava.
— O meu problema é que eu ainda não me acostumei a plasmar a comida
dos animais e peço ao papai para fazer isso. Ele tem mais prática.
— Vocês querem chá com bolo? Acabei de fazer.
— Sim, claro. Estávamos trabalhando há horas e seria bom “recarregar as
baterias” com alguns pedaços de um de seus deliciosos bolos.
— Mas é um bolo plasmado. Você sabe, não é?
— Não importa. O que importa é que tenha sua ‘receita’ — brincou
Cláudia.
Após momentos de conversa amena sobre coisas do cotidiano, Cláudia
presenciou o fenômeno que puxa o corpo espiritual de volta ao corpo físico, em
Guilherme, que pouco conversou.
O corpo de Guilherme tornou-se tenso, suas pupilas se dilataram, seu
coração acelerou e sua respiração tornou-se ofegante. A tensão é seguida de um
ligeiro tremor e Guilherme desaparece da companhia de sua noiva e de seus
tios para retornar ao corpo físico. Já era manhã e alguns raios de sol entravam
pela janela do seu quarto.
Os pássaros cantavam alegres nas árvores de seu quintal e Bons, seu cão,
adivinhando que o amigo acordou, começou a arranhar a porta pedindo para
entrar.
Guilherme desperta tranqüilo e começa a se arrumar para ir ao trabalho,
em sua clínica, sem se lembrar de nada do que ocorreu durante a noite passada...

Estrelinha Luna




20/10/2012

Amada Luna!

Sentimos tanto a sua falta, está muito difícil os dias sem você, em cada canto tem algo que lembra você!
Você fez parte de nossas vidas durante quase 10 anos, vivemos muitas coisas junto, você só nos deu alegrias e te agradecemos muito por isso, nunca te esqueceremos, você é nossa estrela e vai continuar iluminando nossas vidas ... Muitas saudades suas, esperamos um dia poder te encontrar novamente e te abraçar bem forte. Amamos você!
Obrigada por ter nos deixado uma parte sua!

Saudades eternas da tua família

Diego, Natiane e Pedro Victor 
e da sua filha linda a Bombom!


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Estrelinha Vicky






Vickinha

... a dor da perda e a saudade serão grandes mas o nosso amor sempre será maior e nada fará esquecer a sua presença e seu BRUBRU.

Amelia, Lu e Dani.


Estrelinha Pantera




10/10/2012

Pantera

Pantera, minha eterna menina, minha eterna luz,
Você foi a razão do meu viver, a paz que reinava minha alma, minha estrela guia.
Sinto sua presença, seu olhar e seu amor verdadeiro ...
Crescemos juntas e vivemos grandes momentos de alegria e tristezas.
20 anos juntas ....
Serei eternamente grata a Deus por ter um dia me dado a oportunidade de sua companhia.
O Sol, a Lua, as Estrelas, o Mar e o Vento levem até você o meu eterno amor.
Te amo.

Mãe

Claudia Rodrigues

Estrelinha Bruce




BRUCE 

VOCÊ FOI O ANJO DA MEL DURANTE 16 ANOS!
AGORA NO MÊS DE OUTUBRO 2012 VOCÊ SE FOI DEIXANDO SAUDADE!
OBRIGADO FIEL COMPANHEIRINHO!



MARY FURST

domingo, 21 de outubro de 2012

Estrelinha Taina




Taina

Saudades...

Cristiane Mattos

Eles merecem o Céu



Animais e Espiritualidade

Uma sequencia de perguntas e respostas (por Marcel Benedeti), publicadas no site Comunidade Espírita.

* * *

P: Os animais, quando dormem, se desdobram? E vão para onde?

R: Geralmente os animais considerados inferiores não se afastam de seus corpos físicos quando dormem. No reino animal, eles precisam estar sempre atentos aos predadores e, mesmo dormindo e em contato com a dimensão espiritual, precisam proteger o corpo físico. Quando alguma ameaça se aproxima, o espírito animal se reacopla rapidamente para poder fugir o mais depressa possível. Outros animais mais evoluídos já possuem maior liberdade e podem se desdobrar até as proximidades, mas sempre se mantêm atentos aos perigos dos arredores. Os animais superiores e os domésticos quando se desdobram podem ser acompanhados por espíritos humanos a outras localidades da dimensão espiritual, inclusive a colônias daquela outra dimensão. Nunca se deslocam livremente. Por serem nossos protegidos, somente podem fazer isso (afastar-se do corpo a longas distâncias) acompanhados de um ser humano que os proteja. Raramente podem se deslocar por sua vontade no Plano espiritual. Não seria seguro, pois poderiam ser vítimas de seres trevosos que os vampirizam.


P: Existem animais nas colônias de humanos?

R: Sim. Não há dúvida de que os animais são moradores também de colônias reservadas a seres humanos. Em Nosso Lar, por exemplo, há relatos sobre o assunto. Há uma passagem que narra a chegada de uma caravana com pessoas vindas ou resgatadas do umbral. Eram equinos tracionando carruagens acompanhadas por cães que vinham na frente, seguidos de aves estranhas, as íbis. No livro Missionários da Luz, também de André Luiz, há a citação de cães fazendo companhia a espíritos desencarnados em uma colônia. No livro Todos os Animais merecem o Céu há diversos relatos sobre isso, como no capítulo intitulado Tia Nana. Há também relatos de uma colônia chamada Jonisi, na qual os moradores se fazem acompanhar por animais de estimação, como fazem os encarnados aqui da Terra.


“Aquelas aves que denominamos íbis viajores são excelentes
auxiliares dos Samaritanos.” (André Luiz - Nosso Lar)


P: No livro você comenta sobre o umbral e a presença de animais. Como isto é possível, partindo do princípio de que a lei de causa e efeito não é tão rígida com eles?

R: A lei de causa e efeito é universal, portanto os animais estão sujeitos a ela também. No entanto esta lei visa, no caso dos animais, a um meio de aprenderem com os erros e acertos. Ela age para eles de modo mais imediato e está mais relacionada ao aprendizado de conceitos básicos de sobrevivência e não como meio de resgatar dívidas morais (como acontece conosco). Os animais não criam dívidas cármicas que necessitem ser quitadas para evoluírem. Como a evolução deles baseia-se em aprendizado constante, algumas vezes são capturados por seres trevosos e levados ao umbral com finalidades equivocadas. É permitido que alguns deles tenham contato com as energias densas das regiões *umbralinas, mas são em geral resgatados rapidamente. Como seres espirituais, ao serem capturados e tidos no umbral, eles não sofrem como se estivem encarnados, mas adquirem o aprendizado de que necessitam com esta experiência nestas regiões de baixas vibrações. Existem seres espirituais ao nível de animais que vivem no umbral. Não foram capturados nem subjugados por alguma entidade. Estão naquele ambiente como meio de mantê-lo livre do excesso de energias perniciosas as quais absorvem e as transformam em energias mais leves e menos perigosas. Assim auxiliam sem que estejam sofrendo. Tudo é aprendizado.


É importante salientar que nem sempre os seres que se apresentam em forma de animais são verdadeiramente animais. Podem ser seres humanos decaídos vibracionalmente que adquirem este aspecto, que lembra o de animal. Há pessoas (Espíritos desencarnados) que se tornam amarguradas e rancorosas e adquirem aspecto de equinos, caninos, caprinos, símios e outros tantos, sem serem na verdade animais propriamente ditos. Estas aparências são como máscaras que usam para atestar sua decadência moral e vibratória.


“Os cães são auxiliares preciosos nas regiões escuras do umbral.” (André Luiz - Nosso Lar)

* * *

*umbralinas - As regiões umbralinas são as que mais se parecem com a Terra. Os espíritos por estarem ainda muito atrelados a vida material, por lhe faltarem informação e conhecimento acabam vivendo suas vidas como se realmente estivessem vivos. As necessidades básicas do corpo acabam se manifestando nestes espíritos. Sofrem por sentirem dores, sono, fome, sede, desejos diversos.

Estrelinha Black




★ 12/10/2012

Black

Pode palavras explicar a dor de uma saudade de um anjinho que se foi?

Se existe ... não as conheço!

Não quero deixar uma mensagem triste ... pois foram 13 anos de muita alegria!!!

Acho que nesses anos todos talvez eu não tivesse amado ele tanto quanto ele merecia...
Mas a cada dia que se passa ele faz uma falta gigantesca em minha vida...
Seus pulos, seus latidos, sua alegria quando saiamos pra passear! Sua alegria estava em seus olhos sempre que nos via não importa se chovia, se fazia frio ou calor...
Sua vontade de simplesmente ao se sentar perto dele, ele não ter outra vontade a não ser se aproximar de você e esticar sua mãozinha...
A alegria da vida dele, foi sempre a nossa, mas ele não sabia o quanto ele era importante pra nós também! Muito Importante!!!

Choro muito ainda todas as noites e hoje se fez 13 dias que ele se foi mas já parece uma eternidade tanto a falta que sinto dele....

Espero que os dias que nos separam de nos reencontrarmos não demore.... Pois só nos sentiremos completos como família novamente com a presença dele!!

Eu sei que Deus da mesma forma que deu a vida a ele e o presenteou pra mim teve que retira-lo da nossa vida... Mas espero que Deus entenda também que após ganharmos a companhia de um amigo tão especial como ele foi a gente nunca mais quer largar ou deixa-lo e quando isso acontece a nossa vida meio que perde o sentido... Mas faz parte para nossa imensa tristeza tudo isso que acontece...

Uns dizem que eles voltam ainda nessa vida reencarnados.... Não sabemos se isso realmente acontece, mas como gostaríamos de poder abraça-lo uma ultima vez, pular e passear com ele uma ultima vez... nem que no final desse reencontro viesse um anjo e dissesse: "Temos que ir agora..." acho que não seria tão doloroso como está sendo....

Aonde quer que você esteja nesse exato momento Black, queremos te dizer que te amamos muito e também sentimos sua falta! E que um dia nos reencontramos só que agora pelo resto da eternidade não deixarei mais você partir... NUNCA mais!!! Te amo, Te amo, Te amo!!!!! A unica coisa que me conforta é o fato de te poder te ver novamente um dia no paraíso e que nunca mais nos separaremos....

A dor da perda e a dor da saudade esta tao grande que as vezes perco a cabeça... Não tenho vontade de comer, de dormir, de nada.... Você era MUITO IMPORTANTE!!!
A sua falta esta sendo muito sentida!!! Eu sei que você pode estar do meu lado agora olhando pra mim, mas não posso te abraçar mais (Por enquanto)...
Sinto muito sua falta!!!

Que Deus e todos os anjos estejam a seu lado agora no céu e que o paraíso esteja mais iluminado agora...

Saudades!!!

Verônica e Jean


sábado, 20 de outubro de 2012

Estrelinha Bolt





Bolt

Um AMOR puro, nem sabe a força que tem!!!

Saudades Eternas Bolt

Daniela


Estrelinha Lady






★ 17/10/2012

Lady

Saudades...

Cintia Cristina Basilio


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Estrelinha Ozzy





18/10/2012

Hoje o Ozzy foi pro céu dos animais

Há 1 ano vc chegou em casa, filhotinho achado se arrastando na rua a sua mãe humana me pediu em prantos para te ajudar
de pronto você foi no veterinário, não era deficiente era estado de abandono. Por conta do fato de já tinhamos as sua 3 irmãs
felinas queria te doar mais você ficou com agente, que pena que foi por tão pouco tempo nego.
Me sinto profundamente triste
hoje, porem com a consciência tranquila que tudo que podia fazer para te salvar eu fiz. Infelizmente você não pode ficar.
Nego é indescritível a tristeza que sinto eu não sabia que gostava tanto de você.
Nunca te esquecerei meu neguinho.
E se Deus permitir agente ainda vai se encontrar.
Me perdoe se de alguma forma eu falhei. 
Do seu eterno AMIGO. 

ALEXANDRE

Estrelinha Kika






✰ 17/10/2012

Kika

Adeus minha amiga KIKA você ficará pra sempre em minha vida, em minha lembrança!!! 
As pessoas que se dizem normais comentam:..."chorar pela morte de um cão que bobagem... mas sempre que me der vontade vou chorar por ela. Sabe, se vc analisar verá que um cão só te faz sofrer uma vez na vida, quando se vai e deixa uma enorme vazio no coração. Fora isso ele é só alegria. Amigos existem três coisas que preciso dizer: primeiro, desabafar com pessoas que realmente sabem o que estou sentindo, só quem se deixar amar por um cão sabe como é duro perdê-lo. Segundo, homenagear minha querida amiga e dizer a todos como ela era especial. Terceiro, dizer que mesmo que você esteja exausto, cansado, estressado e tudo mais..dedique algum tempo ao seu amigo, pode ter certeza que vc será o maior beneficiado com o seu carinho sem contar que amanhã ele pode não estar aí para lhe estender a mão. Deus com certeza em sua infinita sabedoria reservou um lugar muito especial para nossos amigos de quatro patas que partiram e quem sabe um dia para minha alegria a gente se encontra lá. Adeus amada KIKA você foi minha companheira, amiga e confidente, me ouvindo silencioso e atenta querendo de mim só carinho e atenção, minha eterna companheirinha KIKA te amo e ficarei com muitas saudades......sempre, mas sempre mesmo vc estará presente em minha vida. Foi um grande prazer ter estado contigo nesses doze anos. Te amarei eternamente KIKA

KIKA vc se foi em 17 de outubro aos 12 anos, mas vc era muito amiga, companheira...adorava brincar e sempre estava ao meu lado... A saudade de vc e imensa mas guardarei vc para sempre em meu coração. Te amarei eternamente.