.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

quarta-feira, 30 de maio de 2012

A Bela História de um Cachorro Chamado FÉ



 Esta é a história de um cachorro que nasceu na véspera do Natal de 2002,

Ele nasceu com 3 pernas - duas saudéveis e uma anormal, na frente, que teve de ser amputada. Certamente ele não conseguia andar quando nasceu.

Mesmo a sua mãe não o aceitou. Ele foi rejeitado e desdenhado. Seu primeiro dono também nem acreditou que ele sobreviveria. Assim sendo ele até pensou em sacrificá-lo. Naquela época sua atual dona, Jude Stringfellow, entrou em sua vida e desejou cuidar dele.

Ela estava determinada a ensiná-lo e treiná-lo para andar por si só. Ela acreditava que só precisava de um pouco de FÉ. Por isso ela lhe deu o nome de "Faith", fé em inglês.

No começo ela colocava Faith numa prancha de surf para que ele sentisse os movimentos da água. Mais tarde lhe dava pasta de amendoim, numa colher, como um prêmio e recompensa por ter ficado ereto e saltar pela casa.

Até os outros cães da casa o ajudavam e encorajavam a caminhar. Surpreendentemente, depois de apenas seis meses, como que num milagre, Faith aprendeu a se equilibrar em suas duas patas traseiras e saltar se movendo para a frente. Depois de mais algum treinamento na neve ele pôde caminhar como um ser humano!

Faith adora passear. Não importa para onde ele vai ele sempre atrai as pessoas à sua volta . Agora ele está ficando famoso no cenário internacional. Ele já apareceu em vários jornais e espetáculos de TV. Há, inclusive, um livro cujo título é "With a Little Faith" (Com um pouco de fé), publicado a seu respeito. Ele chegou a ser cogitado para aparecer num dos filmes de Harry Potter. 


Sua atual proprietária, Jude Stringfellow deixou seu trabalho e carreira como professora, para levá-lo através do mundo, para orar: "Mesmo sem um corpo perfeito, alguém pode ter uma alma perfeita." 

Na vida sempre acontecem coisas indesejáveis. Talvez uma pessoa que sinta que as coisas não estão indo bem como desejaria, talvez venha a se sentir melhor mudando seu ponto de vista e ver os fatos sob uma nova perspectiva. Talvez esta mensagem possa trazer a todos novas formas de pensar e encarar a vida. Talvez, todos possamos apreciar e agradecer cada dia maravilhoso que se seguirá...










A Vida é uma demonstração contínua do poder do pensamento positivo e de ter fé. Acredite em você! Nunca perca a fé...

FONTE.: SITE ARAGON DAVID 
(Imagem do Próprio Artigo)

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Eles vivem...



Nossos Irmãos Animais 
Por.: Simone Nardi 

 Não é sempre que vemos alguém falando sobre a alma dos animais. 
Muitas religiões sequer aceitam que os animais possuam alma, e as que aceitam, ainda começam a engatinhar nesse novo tema, por isso talvez as dezenas de dúvidas que ouvimos quando alguém se coloca a falar sobre os animais. 

 Talvez uma das principais dúvidas é se eles voltam para nós quando desencarnam. Sabemos que todos nós estamos ligados por laços que nos unem uns aos outros, sabemos que nessa ou em outra vida, nós humanos nos encontraremos com nossos entes queridos. 

 O que nos diferenciaria então dos animais, se sabemos que somos todos irmãos embora em escalas diferentes? 
Irvênia Prada, médica veterinária espírita, em todas as suas palestras sempre nos diz: Nós somos os tutores dos animais, nossa responsabilidade é grande para com eles. 

 Ora, como tutores desses nossos irmãos, sabemos que eles nos seguirão e que nos encontraremos sempre que lhes for permitido, retornando sempre que possível para nossos braços para um novo aprendizado, tanto nosso quanto deles. 
Nem é preciso repetir aqui a historia de Chico Xavier e seu cachorrinho que sempre lhe voltava aos braços.  

Estamos ligados a eles pelos mesmos laços que nos ligamos uns aos outros: Amor. É esse amor que vai fazer com que cuidemos deles, de sua educação, de sua evolução, de sua caminhada ao Pai. Assim como um dia fomos tutelados pelos irmãos maiores, hoje tutelamos esses nossos irmãos em sua jornada de aprendizado. 

 Se eles voltam? Sempre que podem, sempre que lhes é permitido. Como sabemos? Nem sempre o sabemos, mas há sempre um olhar, uma brincadeira, um afago, um algo mais que os identifica. 

 Perdi há alguns anos um rottweiler muito querido, meu amigo e companheiro, inteligente e carinhoso, morreu em meus braços, me olhando, se despedindo. Passaram-se dois anos de sua morte e estava eu num parque quando, do nada, apareceu um cão sem raça, todo preto e mancando de uma das pernas. 

 Seguia-a me para todo lado, direi que estava "sorridente"; pois a alegria em seus olhos era quase palpável. Para onde eu ia, lá estava ele manquitolando e sorrindo para mim. Todo mundo o apontava e apontava, logicamente, para mim, afinal aonde eu ia, lá ia também ele aos saltos e latidos. 

 Em determinado momento, resolvi ir para meu carro, e lá foi o Michelangelo , nome com o qual o batizei em poucos minutos, correndo na minha frente. Sem que eu dissesse nada, postou-se o danado bem ao lado do meu carro, sorrindo e abanando a cauda, ora olhando para mim, ora para o carro. Disfarcei, pois sei que ele não tinha como saber qual era meu carro, afinal eu o encontrara no meio do parque, aliás, ele me encontrara. 

 Dirigi-me então a outro carro, do mesmo modelo, fingi que ia abri-lo, Michelangelo não ligou, latiu e tornou a olhar para meu carro como quem dissesse: Hei, você está no carro errado, nosso carro é esse. 

 Foi nesse instante que vi, naqueles olhinhos, não o cão abandonado que me olhava, mas meu rottweiler Renno , esperto e sorridente, no mesmo carro que durante tanto tempo o tinha levado aos veterinários.

 Enquanto eu olhava para meu antigo amigo, ele mais do que feliz, notara o reconhecimento e corria de mim para o carro e vice-versa. 

 Não tive como deixá-lo ali e quando chegamos em casa, notei que não apenas seu olhar era o mesmo, mas seu modo de brincar, de latir, de deitar, em tudo era Renno que havia voltado e, pelos caminhos do destino, ele havia me encontrado novamente. 

 Ninguém em casa consegue negar que Michelangelo é meu antigo rottweiler, noutra roupagem, para um novo aprendizado e que, depois de muito sofrer nas ruas, agora vive num merecido repouso entre aqueles que um dia já haviam sido seus donos. 

 Hoje já não mais me pergunto se eles voltam. Não, tenho certeza disso. Sim eles voltam. Não importa como, nem importa a distância, eles sempre dão um jeito de nos encontrar novamente. Esses são os caminhos do amor, sempre entrelaçados entre aqueles que aspiram à mesma coisa: 

 Erguer-se ao Pai em sua Jornada de amor. 


 Artigo.: Nossos Irmãos Animais Por.: Simone Nardi (É Escritora e estudante de filosofia, é autora do blog Consciência Humana, colunista do Site Espírita da Feal (Fundação Espírita André Luiz), e fundadora do Grupo de discussão espírita Clara Luz, que discute a alma dos animais e o respeito a eles. siyuran2@yahoo.com.br

sábado, 26 de maio de 2012

Estrelinha Zulu





     17/05/2000
✰ 08/05/2012

Zulu

Zulu meu filho querido, a mamãe sente muita falta de você, nossa família ! 
Todos que conheceram você, a casa não é mais a mesma sem você, você enchia ela de alegria e felicidade, sei que você é agora o nosso anjinho de 4 patas, e esta ai no céu iluminando a gente, minha estrelinha linda! 
Pra sempre te amarei, ate um dia ! 
Pra sempre em nossos corações ! 
17/05/2000 - 08/05/2012 
 Ensinando o que é amar, e o que significa essa palavra! 

ZULU S2

Luan Santos


Estrelinha Nino




  01/01/200
✰ 26/05/2012

Nino - Snoopy


Perdi hoje o meu NINO (SNOOPY) 
um caniche toy de pelo liso...lindo branquinho como as nuvens..fiel, amigo, protetor....12 anos comigo...desde que nasceu...e como acredito que os animais são anjos disfarçados, mandados a terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade, amor, companheirismo, proteção.....sem nada pedir em troca basta ter nossa atenção e amor.
Só peço que Deus o tenha recebido de volta...que esteja em paz...e que tenha levado com ele a certeza do nosso amor por ele. 

Saudades Nino...

Angela Angel


Estrelinha Ninna






Ninna

Ninna, meu amor...

Apenas 1 semana comigo e 52 dias na Terra... O amor que sinto por você é inexplicável, imensurável. Acompanhei esses 7 dias de sua luta, dias e noites em claro, me sentindo impotente, inútil.
E você, que ao mesmo tempo que era frágil, me mostrava como ser forte, mesmo parecendo inofensiva, me mostrava como lutar. Parece que você estava apenas esperando que eu falasse:
"Meu Deus, que seja feita a sua vontade. É muito triste ver minha Ninna sofrer assim."
Catorze horas depois, Deus fez o que foi melhor para você Ninna.
Agradeço à Drª Mirliane por tanta dedicação... Ainda sinto seu cheirinho meu amorzinho... Olho todas as suas coisinhas aqui... e que vazio no peito.
Não sei o que pensar, o que dizer... Quero desabafar mas não consigo... Só sei que te amo muito minha estrelinha...
Beijo de esquimó, da sua mamãe.

Thais Polezel



O Amor nunca desaparece...


O amor nunca desaparece...

“ A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuo sendo.
Me dêem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram.
Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do Criador.
Não utilizem tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim. Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra.
A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora de seus pensamentos, agora que estou apenas fora de suas vistas?
Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho.
Vou esperar por você,
Você vê, tudo está bem.”

Santo Agostinho

sexta-feira, 25 de maio de 2012

14ª Psicografia da Tatiana



14ª Psicografia da Tatiana

Festas, festas, festas...

Alegria de quem realiza para encontrar com a alegria de quem recebe.

Te ofereço alegria com a certeza de me encontrar feliz com a sua resposta de felicidade.

Mamãe Rosana, qual presente nos seria mais caro do que este carinho que vocês oferecem a mim e à tia Ivete¹? Nos orgulhamos de vocês, e quero que a vovó Rosa esteja certa que, de alguma forma, estaremos ajudando a tia Mercedes, pois sabemos o quanto será difícil a ela sentir a ausência do tio Durvair, mas ela tem a proteção de Deus, e junto a ela já estão muitos com o cuidado de acalmá-la.

E aí mãe? E o Natal?

Deixei o Tommy com o vovô Paulo, e já vesti o cãozinho com a roupinha que o faz na condição do Papai Noel.

Muitas crianças já o pegaram e o beijaram, e ele, com aquele chapeuzinho e a roupinha aveludada, ficou um amor.

É um animal mostrando que podemos sim, fazer alguém sorrir, sentir pelo menos alguns momentos de felicidade.

Creio que dentro de toda criação exista algo de Papai Noel; não o homem do desperdício, da ficção obrigatória, mas alguém que represente a notícia de que Jesus está junto a nós.

Seria bom se o sentimento do Natal fosse algo que chamasse a todos para crerem que é possível amar e ser amado, desde que tenhamos em nós a certeza de sermos criaturas do mesmo Pai, que não nos distingue e não nos olha com discriminação. Um Criador que nos mostra a direção da luz e que ainda, infelizmente, não nos é fácil aceitar, pois o costume das trevas ainda é, para nós, notícia de facilidades.

Quem sabe, penso eu, a nossa dor possa ser uma claridade que nos permita a esperança e a segurança para nossos passos.

Não deixemos de orar, de fazer algo de nossa parte. Não deixemos de crer que um modesto cãozinho possa nos levar à seriedade em nossa caminhada, que nos permite perdoar, compreender, afagar aos que tramitam no tenebroso espaço da violência.

Que um dia as armas possam ser esquecidas, e que a compreensão possa ser lembrada para que assim nos vejamos em festa real, com a lembrança que justifica nosso ser do nascimento do Pastor de todas as ovelhas.

Mãe, sei que não posso concertar a mim mesma, pois de santidade pouco entendo, mas este nosso tempo me leva a pensar mais, com a vontade de realizar algo em benefício da paz.

Obrigada pelo seu encontro com aquelas crianças.

Agradeço ao papai Jorge pelos presentes que trarão luz aos olhos opacos de crianças que, às vezes, se tornam descrentes.

Agradeço a Deus, e a segurança de vocês.

Meus beijos mãe.

Beijos na vovó Rosa, na Lú, no Paulinho, na Mari e no tio Paulo.

A tia Silvinha, a tia Ivete e o vovô Paulo enviam abraços a todos.

Milhares de beijos no papai Jorge, no vovô Eduardo, na vovó Jacy, na tia Tânia e no tio Eduardo.

Beijos nos cães, nos gatos, nas flores.

Beijos nas estrelas, no sol, na lua.

Beijos em Deus, em Jesus, em Maria.

Beijos, beijos, beijos...

Festas, festas, festas...

Nossa alegria, não a dos homens, que passa... Mas a de Deus, que é eternamente em nós, basta-nos fazê-la crescer.

Feliz Natal a todos. Aos que me amam, aos que aprendem a me amar, cuidando para não encontrar comigo somente em meus erros.

Minhas lembranças ao pessoal de Tubarão, sem esquecer do meu abraço na Lydia.

Mãe, somos uma só, pois nosso amor se mistura.

Tatiana Madjarof Bussamra.

MENSAGEM PSICOGRAFADA PELO MÉDIUM CELSO DE ALMEIDA AFONSO, EM REUNIÃO PÚBLICA, NA NOITE DO DIA 19/12/2008, NO CENTRO ESPÍRITA “AURÉLIO AGOSTINHO”, À AV. LUCAS BORGES, 61 – UBERABA – MG.

Esclarecimentos:

Rosana e Jorge — Pais;
Lú (Luciana) — Irmã;
Vovó Rosa — Avó materna;
Durvair — Tio materno, marido da tia Mercedes;
Paulinho — Primo (filho da Ivete);
Mari — Prima (filho da Ivete);
Tio Paulo — Tio materno;
Iuri — Primo (filho do tio Paulo);
Jacy e Eduardo — Avós paternos;
Tia Tania — Tia paterna;
Tio Eduardo — Tio paterno;
Lydia — Melhor amiga da Tati. A Tati se dirigia à casa de praia da Lydia, em Laguna – SC, para um almoço entre amigos, quando aconteceu o acidente;
Tubarão — Cidade que a Tati morava e estudava medicina, e onde tinha vários amigos;
Tia Silvinha — Tia materna, desencarnada em 04/05/1986, aos 19 anos, em acidente automobilístico na Via Anchieta;
Tia Ivete — Tia materna, desencarnada em 22/06/2005, aos 44 anos, em decorrência de um câncer;
Vovô Paulo — Avô materno, desencarnado em 12/05/1991, aos 57 anos, vítima de infarto;
Tia Mercedes — Tia materna, irmã da vovó Rosa, desencarnada em 11/12/2008 vítima de infarto fulminante;
Tommy — Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati ganhou do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela;

¹ A Tati se refere ao aniversário dela, em 21/12/08, e ao aniversário da tia Ivete, em 17/12/08.

OBS.: Essa mensagem foi psicografada em 70 páginas, e foi a maior psicografia recebida pelo médium Celso até hoje.

Tatiana Madjarof Bussamra
Nasceu em 21/12/1982 em São Paulo – SP
Desencarnou em 04/02/2006 em Capivari de Baixo – SC

quarta-feira, 23 de maio de 2012

Estrelinha Negão

✰ 21/05/2012 

 Negão 

 Se eu soubesse que era a última vez, não teria feito nada além de abraçar-te e aproveitar cada segundo sem tirar os olhos de ti... se tivessem me avisado que era a última vez, eu poderia implorar pra Deus para você ficar mais um pouco, só pra te mostrar que mais um pouco seria muito pouco, e que por menos que fosse, já seria muito pra mim... 
 se eu soubesse, ah, se eu soubesse! te falaria mil coisas, sem dizer uma palavra, te mostraria mil dias de felicidades em um olhar... 
e quando você estivesse partindo, eu te chamaria de volta, só pra dizer mais uma vez  "EU TE AMO" , e te dar um último abraço, com o amor que ninguém mais vai te entregar. 

...jamais vou apaga-lo da minha memoria nem do meu coração e espero do fundo da minha alma com todo meu coração poder reencontra-lo um dia... 

 Nadia Luqueis

domingo, 20 de maio de 2012

Estrelinha Sasha Cristina



Adeus, minha mãe 
Adeus, minha amiga 
Foi bom viver ao seu lado 
Espero ter sido bom viver comigo 
Não pergunto para onde vou agora 
Nem mesmo porque estou indo
 (Aos cães, Deus resolveu bondosamente perdoar dúvidas) 
Se for como foi aqui 
Com certeza estarei rindo 
Levo a lembrança 
De nossos dias em festa 
Afinal, minha alegria 
Todo dia era de criança 
Quantas vezes não pude tirar 
Sua lagrimas e tristeza 
Latindo: estou aqui ...
Olha do sol a beleza 
Reparte comigo o que não sei 
Você se sentindo um caco 
Para mim sempre uma rainha 
Adeus, minha mãe 
Adeus, minha doce amiga 
Entro em paz neste sono 
Deixando cumprida a missão 
De um cão neste mundo insano:
 Fazer bater feliz seu coração 
Ser feliz por ter você 
Tornar seu sentir mais intenso 
E o meu, por que não dizer, mais humano 

 Te amo mãe, e é pra sempre... 

 Sasha Cristina


 (texto adaptado- Rejane Montresor)

Estrelinha Wiky


Como estou agora... 

 Eu sei que você sente minha falta e às vezes fica triste. 
 Acredita que deveria ter feito mais como uma mãe ou um pai... 
 Mas tem algo que quero lhe dizer ,você me deu o melhor ,me deu amor!
 E agora que estou no céu, eu não sinto a dor. É sempre quente e ensolarado aqui, nunca chove! 
 Quero lhe agradecer pelas memórias felizes. 
Os tempos difíceis foram apenas lições aprendidas. 
Com a liberdade que ganhei o sofrimento acabou... 
 Só quero que saiba, seu coração é de ouro, e você me deu, o melhor, uma vida com a qual jamais poderia ter sonhado! 
Sinto-me feliz e previlegiado porque tive você ao meu lado... e estarei aqui esperando por você para continuarmos juntos a nossa jornada...
Amo vocês...

 Saudades... 

 Wiky 


 (autor desconhecido) (tradução e adaptação,D.Dechen)

Saudades Ninna



Thaís disse... 

 Bom dia amigos, como estão?

 Ontem (dia em que Ninna virou uma estrelinha às 9 horas da manhã), fui procurá-la no céu a noite. 
 Fiquei por volta de 40 minutos lá fora, ouvindo a música do blog, "Angel", que passa tanto conforto para o nosso coração. 
Orei, acendi velinhas para Ninna e continuava a procurando no céu e conversando com ela. 
 Entrei em casa um pouco mais tranquila. 
 Eis que nessa noite, sonhei que Ninna tinha ressuscitado no momento em que fui me despedir dela. 
Tudo ocorreu exatamente igual, até o momento em que fui me despedir. 
No exato momento, ela se mexeu e depois abriu os olhinhos. 
 Andava pra lá e pra cá, muito saudável. Seu cocozinho que estava puro sangue, tinha apenas um pedacinho assim. Foi tudo tão real. Eu agradecia a Deus sem parar, quanta felicidade!! 
 Gostaria de compartilhar essa experiência com vocês. 
Hoje acordei mais tranquila.
 Ninna, que saudade minha estrelinha! Te amo! ♥

sábado, 19 de maio de 2012

A Espiritualidade e Reencarnação dos Animais

"Assistindo o filme "Nosso Lar" o qual muito nos faz rever as atitudes neste plano., surgiu uma dúvida. Pra onde vão nossos animais de estimação? 
 (Maria Lúcia Camargo) 
"Gostaria também de saber para onde vão nossos amados bichinhos quando fazem sua passagem". 
(Ana Luiza Lara) - via Facebook
Blog Partida e Chegada



Há tempos temos recebido perguntas sobre a espiritualidade dos animais. 
 Para tanto, empresto as ponderadas palavras do médico veterinário Marcel Benedeti, fundador da Asseama 
(http://www.asseama.com.br/index.html), 
e que teve toda sua breve vida dedicada a esclarecer as pessoas (inclusive os espíritas) sobre a necessidade de respeitar os animais, até seu falecimento no início deste ano. 
Benedeti publicou sete livros:
 "Todos os Animais Merecem o Céu";
 "Todos os Animais São Nossos Irmãos";
 "Animais no Mundo Espiritual", 
"A Espiritualidade dos Animais"; 
"Histórias Animais que as Pessoas Contam, Errar é Humano – Perdoar é Canino", 
"Os Animais Conforme o Espiritismo"; 
"Animais: Tudo o que Você Precisa Saber", 
e o último 
"Os Animais conforme o Espiritismo". 
 Sabemos que os animais têm espíritos e sentimentos e, como nós, estão passando por um processo evolutivo. Nós, buscando o aperfeiçoamento moral e espiritual; eles, evoluindo nas diversas espécies. 
Quanto a questão da reencarnação dos animais, no Livro dos Espíritos temos na questão 598 – A alma dos animais conserva depois da morte sua individualidade e a consciência de si mesmo? 
“- Sua individualidade, sim, mas não a consciência do seu eu. A vida inteligente permanece no estado latente.” 
 Os animais são como nós: quando morrem, também são encaminhados para a dimensão espiritual e são acolhidos por equipes que os tratam e alimentam. Isto porque 
Os animais são mais ligados aos hábitos alimentares que os humanos e, então, apesar de não precisarem para manter seus corpos físicos — que não possuem mais —, são alimentados. 
 Os animais são agrupados por afinidade, para evitar as disputas que são comuns também neste plano. Eles mal distinguem as duas dimensões. Para eles estarem aqui ou lá é a mesma coisa. 
Por isso, um cão que deteste gatos, ao se deparar com um deles lá, o atacaria e o outro tentaria defender-se, usando seus instintos que estão impressos no seu corpo espiritual. 
Se tivéssemos uma boa vidência, notaríamos, talvez, a presença de espíritos de animais à nossa volta, pois eles transitam facilmente entre as duas dimensões sem distingui-las. Aliás, outro aspecto próprio dos animais é sua vidência. 
Eles são naturalmente videntes. 
Eles vêem espíritos de seres humanos, por exemplo, que nós mesmos veríamos com dificuldade, sem distinguir praticamente em que dimensão estão vendo. Tanto vêem a nós quanto aos espíritos que estão ‘em outras dimensões'. 
 Quanto à vida dos animais entre nós, cada qual tem seu roteiro de aprendizado, e, ao final de algum estágio, é necessário iniciar outro. 
E para atravessar para a fase seguinte, é necessário passar pela experiência da desencarnação. 
As situações onde haja sofrimento fazem parte de seu aprendizado ou de seus donos. Nisto não podemos interferir, assim como não o fazemos em nossa própria vida. 
 Mas o importante nessa dinâmica é a possibilidade de reencarnação também dos animais. Embora não tenham o livre arbítrio dos espíritos humanos, poderão amadurecer e retornar como animais mais evoluídos, com maior grau de sociabilidade. 
Este processo se repete sucessivamente e o espírito animal vai de estágio em estágio até se tornar próximo dos humanos, com quem aprenderá para que, em futuras encarnações, seja um ser humano, a princípio primitivo como os macacos, por exemplo. 
 Pode haver um lapso de talvez centenas ou milhares de anos antes que cheguem à fase de individualidade em que nos encontramos. 
Antes de reencarnarem, conviverão muito conosco para aprenderem como agir e como pensar da forma como pensamos. Quando se sentirem humanos, estarão prontos a estagiar em nosso meio.
 Inicialmente poderão reencarnar como pessoas que têm pouco desenvolvimento intelectual, podendo ser também um tanto agressivas. 
Alguns possuem instintos animais ainda muito aguçados, dando excessiva importância ao sexo e ao apetite. Podem ser egoístas e territorialistas. 
 Importante é que saibamos que eles (os animais) estão próximos e continuarão ligados a nós através do pensamento. E é justamente através de nossos sentimento que poderemos ajudá-los em sua caminhada, seja neste ou em outro plano da vida. 

Marcos Grignolli 
A partir do livro "Todos os animais merecem o Céu", Marcel Benedeti

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Saudades Brida...



Amada Rejane, aqui é a Andréa Macedo.... Hoje fez 01 aninho que a minha preciosa Brida se foi, e tudo mudou na minha vida....

Hoje posso dizer que ela deixou muito dela em mim, não foi pouco, pois sei que veio dela grande parte da força que sinto hoje para encarar a vida sem medo....

Eu que sempre fui tão medrosa e chorona, aprendi que a vida sempre recomeça e que nenhum sofrimento é eterno.... Eu achei que ia morrer junto com ela, mas consegui me levantar e hoje caminho firmemente, com a certeza de que minha gatinha está bem, pois Deus, em sua infinita misericórdia todos os dias me mostra que tudo acontece exatamente do jeito que tem que ser, e que a morte não existe, é apenas uma breve separação....

Há exatamente um ano atrás, eu estava em total desespero, sem comer, sem dormir, sem raciocinar, mas Deus colocou somente pessoas maravilhosas na minha vida, que me apoiaram e me apoiam até hoje, e finalmente eu posso sentir um pouco de paz dentro do meu coração, pois aprendi acima de tudo que o AMOR verdadeiro é aquele que liberta o ser amado, e deseja o bem acima da própria vontade.

Ficou uma grande saudade, como se fosse um buraco dentro do meu coração, que não pode ser preenchido por nada, pois pertence somente à minha amada Brida, minha eterna preciosa, tão pequena e tão grande ao mesmo tempo. Sou muito grata à vida, pelos 10 anos que me deu ao lado desse pequeno ser que me ensinou tanto.... Por aquele olhar amarelo, tão doce e tão forte, que ficará sempre nas minhas lembranças e nos meus sonhos.....

BRIDA, onde quer que você esteja, a sua mamãe sempre lembrará de você, com muito carinho e amor... Desejo que você seja feliz acima de tudo, sempre rezarei por você, e esperarei o dia do nosso reencontro, quando poderei te contar que fui vitoriosa e que você fez parte da minha evolução.

Vai com os anjos, e que nossa Mãezinha Santíssima te cubra sempre com o seu manto sagrado.....

Te amo hoje e sempre....

Andréa Macedo

domingo, 13 de maio de 2012

Antes de ser Mãe



ANTES DE SER MÃE  
Silvia Schmidt


Antes de ser mãe, eu fazia e comia
os alimentos ainda quentes. 
Eu não tinha roupas manchadas,
tinha calmas conversas ao telefone. 
Antes de ser mãe, eu dormia o quanto eu queria, 
Nunca me preocupava com a hora de ir para a cama. 
Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes 


Antes de ser mãe,
 eu limpava minha casa todo dia. 
Eu não tropeçava em brinquedos e 
nem pensava em canções de ninar. 
Antes de ser mãe, eu não me preocupava: 
Se minhas plantas eram venenosas ou não. 
Imunizações e vacinas então, 
eram coisas em que eu não pensava.

  
Antes de ser mãe,
 ninguém vomitou e nem fez xixi em mim, 
Nem me beliscou sem nenhum cuidado, 
com dedinhos de unhas finas. 
Antes de ser mãe, 
eu tinha controle sobre a minha mente, 
Meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos,
 e dormia a noite toda. 


Antes de ser mãe,eu nunca tive que
segurar uma criança chorando, 
para que médicos pudessem fazer testes
ou aplicar injeções. 
Eu nunca chorei olhando pequeninos 
olhos que choravam. 
Nunca fiquei gloriosamente feliz 
com uma simples risadinha. 
Nem fiquei sentada horas e horas
olhando um bebê dormindo. 


Antes de ser mãe, eu nunca segurei uma criança, 
só por não querer afastar meu corpo do dela. 
Eu nunca senti meu coração se despedaçar, 
quando não pude estancar uma dor. 
Nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina, 
pudesse mudar tanto a minha vida e 
que pudesse amar alguém tanto assim. 
E não sabia que eu adoraria ser mãe. 


Antes de ser mãe, eu não conhecia a sensação, 
de ter meu coração fora do meu próprio corpo. 
Não conhecia a felicidade de 
alimentar um bebê faminto. 
Não conhecia esse laço que existe 
entre a mãe e a sua criança. 
E não imaginava que algo tão pequenino, 
 pudesse fazer-me sentir tão importante. 


  Antes de ser mãe, eu nunca me levantei 
à noite toda , cada 10 minutos, para me 
certificar de que tudo estava bem. 
Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor,
 a dor e a satisfação de ser uma mãe. 
Eu não sabia que era capaz de ter 
sentimentos tão fortes. 
Por tudo e, apesar de tudo, obrigada Deus, 
Por eu ser agora um alguém tão frágil 
e tão forte ao mesmo tempo. 
Obrigada meu Deus, por permitir-me ser Mãe! 

Minha homenagem as minhas filhas amadas,
Carolina e Bebee

Amo mais que tudo vocês...

Rejane Montresor 

sábado, 12 de maio de 2012

♥ Oração ao Senhor pelas Mães ♥


Quão bendito és Tu Senhor, que nos trouxestes para este mundo,
Por obra e graça da tua bondade e do teu amor.
Bondade e amor, expresso pelo Dom da maternidade
de nossas mães.
É por isso que te louvamos Senhor, pela graça e benção
de nossas mães.
Por amor maternal nascemos e sobre esse manto vivemos.
Mães que nos conceberam e nos conduziram os primeiros passos.
Mães que nos dedicaram o amor que vem de Ti, por obra
da Tua Criação.
Deus bondoso, te louvamos por nossas mães. Mães que amam,
que sofrem, que esperam. Que se impacientam, que riem
e que choram.
Mães que te agradecem o fruto da vida, e por ele se doam.
Deus de infinita bondade, hoje e sempre, te pedimos.
Abençoe todas as mães do mundo. Em todos
os lares. Em todos os cantos, em todos os chãos.
Quem recebeu o seu amor, nunca esquece.
O amor que ensina, que repreende, que se doa e que o entrega
ao mundo.
Cumprindo um ciclo de divindade. Da obra de tua criação.
Amor, mãe e Deus. Amor de mãe.
Mãe de amor . Deus de amor.
Mãe dádiva de Deus, dádiva de amor.
Abençoados por Deus, sejam os teus dias, mães de todos nós.

Amém