.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Mês de Santa Clara


Seu nome é Clara de Assis

A mãe Hortolana teve uma gravidez complicada com a possibilidade de não ser bem sucedida na hora de dar à luz a mais um fruto do seu ventre. Quando a vida de um filho ou uma filha corre perigo toda mãe agiganta-se na fé. Hortolana entrega a Deus a sua fecundidade maternal e sente a segurança e a certeza que vêm das forças divinas, percebe que quem dela vai nascer é fruto da paz e serenidade; acredita que será um parto de luz a aclarar o mundo. Muitos nomes foram sugeridos, mas a sua escolha é Clara! Clara é seu nome!

Para o mundo bíblico dar nome é trazer para a vida e para o sentido desta vida. Ter nome é ter um papel a cumprir, uma missão a concretizar. O que não tem nome não existe.
Clara é seu nome!

A história da espiritualidade é a história da luz, quem nasceu para iluminar caminhos só poderia ter um nome como este. Esta menina nasceu para incendiar a vida com a chama do Amor. É profética a conhecida afirmação de Tomas de Celano:

"Foi nobre de nascimento e muito mais pela graça. Foi virgem no corpo e puríssima no coração; jovem em idade mas amadurecida no espírito. Firme na decisão e ardentíssima no amor de Deus. Rica em sabedoria sobressaiu na humildade. Foi Clara de nome, mais clara por sua vida e claríssima em suas virtudes. Sobre ela foi edificada uma estrutura das mais preciosas pérolas, cujo louvor não vem dos homens mas de Deus. É impossível compreendê-la com nossa estreita inteligência e apresentá-la em poucas palavras". (1 Cel 8, 18-19)

Clara nasce em Assis no dia 16 de julho de 1193. É batizada na catedral de São Rufino com o nome escolhido pela mãe iniciando aí uma clara história. Seu pai é o Conde Favarone, nobre e cavaleiro, personalidade forte mas muito terno e afetuoso com seu filho e filhas. É descendente dos Offreduccio Favarone di Bernardino, uma família da melhor estirpe. Sua mãe, Hortolana, Condessa de Sasso Rosso, é uma mulher com o "esprit du finesse" característico das grandes damas medievais. É devota, sábia e segura.

Clara tem um irmão chamando Boso e três irmãs: Pessenda, Inês e Beatriz. As duas últimas seguiram Clara na experiência contemplativa das Senhoras Damas Pobres.

Família rica e influente em Assis os Offreduccio Favarone poderiam oferecer à filha um matrimônio de bens e de dotes e um sonhado futuro de riquezas. Contudo Clara nasceu para conduzir vidas para Deus e seu matrimônio foi escolher o Esposo, o Rei dos Reis, num esponsal místico.

Seu nome é Clara

o Vaso da humildade
o Armário da castidade
o Ardor da caridade
o Doçura da bondade
o Força da paciência
o Vínculo de paz e comunhão de familiaridade
o Mansa de palavra, doce nas atitudes, em tudo amável e bem aceita
o Neste espelho de vida as irmãs contemplaram os caminhos da vida.

Na beleza deste nome um modo de ser. Na grandeza deste nome a dignidade de ser mulher e santa. Na força deste nome um programa de vida.

Clara Mãe, Clara Irmã, rogai por nós!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna!

Nosso pedacinho do céu...