.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

domingo, 21 de agosto de 2011

Oito meses sem meu Raflynho


Amado e inesquecível Rafleys

Onde está você agora filhinho, além de aqui dentro de mim? Você foi embora e só o amor ficou. Ainda me vejo deitada abraçadinha com você assistindo televisão, ouvindo o barulho da chuva juntamente com as batidas do seu coraçãozinho, por vezes com meu braço dormente, mas sem querer me mover, para não lhe tirar daquele soninho gostoso.
Às vezes, sua ausência me traz tanta agonia. Ainda agora pensei em como eu era antes e em tudo o que me tornei por você estar distante. Ainda agora desejei lhe esquecer, mas ao mesmo tempo lembrei que por mais que procure caminhar sem você, por mais que tente desviar meus pensamentos, me encontro sempre lhe recordando e desejando ter você por perto.
Como definir minha vida sem você? Fria, silenciosa, insuportavelmente só, infinitamente triste.
Deus foi muito gentil e generoso me dando um amigo, um filho, um anjo querido a quem amei, amo e por toda minha vida vou amar e recordar. Um companheiro especial, mas esqueceu de avisar-me que era por pouco tempo, por apenas 14 anos 8 meses e 9 dias. Tão especial que partiu espero eu, em um roteiro iluminado e evolutivo. Valeu demais, meu Raflynho querido enquanto esteve aqui.
Prefiro acreditar que não lhe disse adeus, mas que nos separamos para que o “destino” nos proporcione um reencontro feliz e quem sabe, duradouro.
Nesse dia, 18 de agosto, oito meses se passaram, mas entre nós nada mudou. Você ainda continua sendo o meu anjo da guarda, meu filhinho querido, meu peludinho amado, meu amigo, meu companheiro, meu amor.
Deus e São Francisco lhe abençoem meu Rafleys querido.
Esteja bem, em evolução constante, saudável e, acima de tudo muito, muito feliz.
Afagos e milhões de beijos nesse coraçãozinho que conheci tão bem, melhor até que o meu.


TE AMO MUITO.
Saudades eternas.
Mamãe.

Vanda



Um comentário:

  1. que coisa mais linda...perdi meu filhinho a 9 meses..tbm reflito sobre quem eu sou e quem eu era na companhia do meu ralphynho..ele era tudo p mim.
    fé, querida, ainda irão se reencontrar, sim!
    mil beijos.

    ResponderExcluir

Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna!

Nosso pedacinho do céu...