.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Tati e Tommy

3ª Psicografia da Tatiana


Pai, mãe.


Para muitos, é inadmissível que um considerado por eles morto possa mesmo se comunicar com os seus.

Destes, muitos são aqueles crentes nos santos que pela terra passaram uniformizados com o corpo que inicia a fatalidade única e certa que é a morte.

Para muitos continuam os santos.

E nós, outros, criaturas comuns que deixamos o corpo, e por não termos sidos santificados, terminamos através do desfecho de uma vida orgânica que se abala por este ou outro motivo?

De que maneira crer no céu se a ele não pertence os que amamos?

Para que os santos, se não nos protegem mais, pois morto o corpo nos apagamos da vida?


Papai Jorge! Mamãe Rosana!


E o amor com seus notáveis sentimentos distribuídos em benfazejas, luzes que nos acompanham os melhores passos?

Para que amar?

Para que saudade e lágrima se tudo se encerra com a morte física?

Há homens que nem procuram saber porque existem e querem explicar a inexistência de quem perde o corpo.

Não sei a quem possa interessar o que digo, mas vai aí uma opinião que me serve: Amar, mais e mais

O futuro nos espera com aquilo que temos, com aquilo que sabemos.


Paizão! O Thommy está aqui. Não deixamos um ao outro. Sinto pai, e posso imaginar a sua dor.


Não veja você e a mamãe Rosana, qualquer motivo que possa trazer algum pensamento de que poderiam ter evitado o meu envolvimento naquele acidente

Os olhos de Deus nos vigiam em todos os lugares, e se meu momento foi aquele cuidemos de nós sem culpar o Criador, ou a nós mesmos pelo que aconteceu.

Se me foi necessário, o que posso fazer é aceitar de que nada nos acontece pela vontade de Deus para nos fazer piores.

Se a ciência encontra com medicamentos para diminuir ou nos tirar a dor, imaginemos Deus o que pode fazer por nós, embora a medicação Divina nos contraria, pois foge à nossa vontade.

Deus sabe o que faz!

Nosso desejo, nem sempre é o melhor para nos curar a dor.


Vovó Rosa, beijos vó.

A tia Silvinha, a tia Ivete e o vovô Paulo enviam abraços a você.

Não esmoreça vó!

Luciana, minha Lú, você está bem.

Quero confessar a você que eu a amo muito. Esteja certa do que digo.

Beijão vó. Dá um beijão no tio Paulo.

Não esqueça de dizer a Mari que me lembro de todos.

Papai Jorge, entrega meus beijos à vovó Jacy e ao vovô Eduardo. Você me faz feliz neste momento, aliás, você sempre me fez feliz.

Beijão pai. Fica com Deus.

Patrícia, meu abraço e minha gratidão.


Mãe, confia e prossegue com esta loucura de amar a nós e aos animais. Em nome deles, o Thommy agradece.


Meu carinho a todos.


Tati.

Tatiana Madjarof Bussamra.


MENSAGEM PSICOGRAFADA PELO MÉDIUM CELSO DE ALMEIDA AFONSO, EM REUNIÃO PÚBLICA, NA NOITE DO DIA 10/11/2006, NO CENTRO ESPÍRITA “AURÉLIO AGOSTINHO”, À AV. LUCAS BORGES, 61 – UBERABA – MG.


Esclarecimentos:

Rosana e Jorge — Pais; Lú (Luciana) — Irmã; Vovó Rosa — Avó materna; Tio Paulo — Tio materno; Mari (Mariana) — Prima, filha da tia Ivete; Jacy e Eduardo — Avós paternos; Patrícia — Atual mulher do Jorge; Thommy — Cãozinho da raça Maltês, com 3 meses de vida, que a Tati ganhou do pai uma semana antes do acidente e que desencarnou com ela; Tia Silvinha — Tia materna, desencarnada em 04/05/1986, aos 19 anos, em acidente automobilístico na Via Anchieta; Tia Ivete — Tia materna, desencarnada em 22/06/2005, aos 44 anos, em decorrência de um câncer; Vovô Paulo — Avô materno, desencarnado em 12/05/1991, aos 57 anos, vítima de infarto.



Tatiana Madjarof Bussamra Nasceu em 21/12/1982 em São Paulo – SP Desencarnou em 04/02/2006 em Capivari de Baixo – SC

Um comentário:

  1. Que a paz esteja presente nos corações da família de Tatiana.

    beijos

    PS. tem chuva de carinho para vc no endereço abaixo:
    http://aspalavrasquemedefinem.blogspot.com/2011/04/selinhosmeu-para-voce.html

    ResponderExcluir

Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna!

Nosso pedacinho do céu...