.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

E seguirão bem vivos, sempre...



HÁ ALGO MAIS... UM AMOR. UMA LUZ

Que calendário poderá marcar a eternidade do espírito?
As vidas passam, as eras se sucedem nos eons e eons de tempo, pessoas e espíritos vão e vêm, mas o que importa é sempre o que fica no coração, em Espírito e Verdade. E isso não se explica, só se sente...
Não é passado ou futuro, é presente de quem sente algo mais...
Um Amor. Uma Luz.
Ah, nada pode matar o espírito – nem o que é real.
Ao longo das diversas vidas, quantos corpos perecíveis ficaram para trás, na poeira do tempo?
E outros mais se seguirão, na longa fieira evolutiva pela qual os seres evolvem e se aprimoram no infinito...
Mas, o SER real é imperecível, eterno e autoluminoso, além de qualquer tempo ou condição. E nenhuma arma pode feri-lo!
É algo mais... Um Amor. Uma Luz.
Nenhuma tumba pode segurá-lo, pois o seu lugar é além do zimbório celeste – sim, o seu lar verdadeiro é muito além, no Grande Coração do Eterno, onde são forjadas as estrelas no fogo do Amor Divino.
Ah, os sentidos do corpo não percebem isso, mas, não há morte, de forma alguma!
A vida segue, além, e os espíritos também, algures...
Enquanto os corpos perecíveis retornam ao seio dos elementos terrestres para sua reciclagem planetária natural, o princípio espiritual, essência real e imperecível, voa pelo Invisível Imanente, de onde veio.
Porque há algo mais... Um Amor. Uma Luz.
E, por isso, as consciências espirituais continuam sua saga cósmica e eterna...
Sim, continuam... Bem vivos!
Ah, eles vivem! Eles vivem! Eles vivem!

P.S.:
O passado não pertence a ninguém.
Pois o que passou, passou mesmo...
E o futuro também não pertence a alguém.
Será o que tiver de ser...
Então, qualquer tipo de apego é inútil.
E ansiedade não faz o tempo passar mais rápido.
O que importa é o momento presente, sempre tempo de aprender...
Ah, o Amor é um estado de consciência.
E o agora é sempre! É algo mais... Coisa do coração.
Sim, algo mais... Um Amor. Uma Luz.

Dedicado aos mentores espirituais que há algumas noites me levaram fora do corpo para assistir à passagem final de um cachorro – da raça pastor alemão -, em uma clínica veterinária. Vi os estertores finais do animal e sua agonia para respirar, e o sofrimento dos seus donos diante da perda de seu companheiro fiel.
Mas vi, também, uma presença extrafísica elevada, sem forma humanóide - eu só via o seu olhar em meio a uma massa de luz viva -, que estava ali para dar suporte espiritual invisível. E senti o Amor que ela irradiva serenamente, além de um contentamento interno de estar no raio de ação de suas energias amistosas.
Então, irradiei energias pelas mãos extrafisicas e fiz uma prece ao Senhor da Vida, pelo bem de todos que ali estavam, humanos e animais.
Na sequência, quando o cão finalmente desencarnou, e o seu corpo ficou imóvel, tentei ver o seu corpo espiritual desprendendo-se de volta para casa, mas nada vi, somente o seu cadáver, que me dava a impressão de ser um boneco frio e duro.
E também vi os seus donos chorando e fazendo carinho no corpo abandonado, e também o veterinário, visivelmente constrangido com a situação, sem saber direito o que dizer para eles.
Como eu não vi nenhuma luz e nem o cão partindo para o “lado de lá”, olhei para aquela entidade amorosa, que me comunicou, pelo seu olhar lúcido e pacífico, que eu estava ali apenas para ajudar espiritualmente – e que, posteriormente, eu saberia mais sobre o caso.
E, hoje, enquanto eu escrevia essas linhas, um dos amparadores extrafísicos trouxe o cão aqui em casa. O animal estava tranquilo e brincando em volta dele. E ele não precisou me dizer nada, pois eu compreendi tudo.
Ah, como eu gostaria de dizer para os seus donos que ele está bem vivo e brincando com os espíritos, lá em cima, na Casa das Estrelas...
Sim, como eu gostaria que o Grande Arquiteto Do Universo fizesse esses escritos chegarem até eles, de alguma maneira.
Há algo mais... Um Amor. Uma Luz.

E os homens e os animais – e também todos os seres -, são centelhas vivas do Eterno. E seguirão bem vivos, sempre...

- Wagner Borges –
mestre de nada e discípulo de coisa alguma, agradecido ao Todo, por tudo.
São Paulo, 26 de junho de 2012.

Notas:
* Esse texto fará parte de um novo livro sobre vida após a morte que publicarei daqui a alguns meses (com diversos textos alusivos à temática da imortalidade da consciência).
Fonte: http://www.ippb.org.br/


Paz e Bem


Curta e compartilhe a página da
Capelinha de São Francisco.

Um comentário:

  1. Texto lindo ... conforta nosso coração !!
    Elaine

    ResponderExcluir

Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna!

Nosso pedacinho do céu...