.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

domingo, 27 de junho de 2010

Pedro, meu amigo


Meu Amigo se Foi


Hoje é um dia triste para mim, meu amigo Pedro se foi. Ontem a noite, na hora do seu costumeiro passeio, vi que ele não estava bem. Estava muito amuado, coisas da vida, estava me esperando para se despedir. Envolvendo em meus braços, ficou recostado por alguns momentos, tentando uma última recuperação. O calor de seu corpo não escondia a pulsação fraca e nos momentos finais soltou um grito desesperador e depois se foi. O arsenal de remédios que eu tinha a disposição não foi o suficiente. Tristeza... parece que não há chão, o que falar? Nesse momento parece que o tempo pára, mas com certa ingratidão uma faca transpassa nosso coração e não sai mais, fica alo sangrando até cicatrizar, mas ela nunca sai, de modo que o tempo pode querer apagar, mas ela está lá e sempre dá um sinal de alerta, seja quantos anos ou décadas se passem.

Acabou...pois é...vira-se a página...todos passam por isso.

Mas quero lembrar agora não deste triste final, quero recordar os anos que passamos juntos, os anos que Deus me deu a oportunidade de estar a seu lado. Quando o vi pela primeira vez estava todo encolhido, mas sua beleza era estonteante, todo de uma cor só. Ele ceio comigo pois não tinha mais como desempenhar aquilo que vinha fazendo durante anos e anos, tinha até um brinco marcador que ganhara para o identificar, e seu valor era baixo, mas não diminuía nem um pouco a qualidade de sua beleza.

Lembro nos primeiros dias quando deu seu primeiro passeio, acostumado a ficar preso agora um mundo inteiro se abria para ele. Engraçado, sem saber o que fazer ficou parado, até que ganho um empurrãozinho e zumm...começou a correr e não parava mais. Com o passar dos anos seu andar elegante já não era mais tão ingênuo, pois passava a se esconder e se recusava a voltar ao seu quarto, quando terminava sua hora de passear.

Mas o que mais me deixará saudades é o seu olhar...sabia quando alguém falava seu nome “Pedro!!!” e adorava ganhar uns petiscos para beliscar, até se escondia no seu labirinto para que ninguém pudesse oferecer resistência a sua degustação.

Ele me ensinou pequenas coisas que hoje são grandes para mim, mesmo já velhinho quando chegou ele me mostrou que é possível aprender, é possível desfrutar de uma liberdade antigamente recusada e que também é possível mostrar tranqüilidade mesmo quando as coisas não vão bem. Ele realmente foi feliz e deixou-me uma marca que não esquecerei.

Finalizando, só posso dizer assim: “Pedro, que o Papai do Céu te dê um lugar lindo para brincar com seus amigos aí no céu, e, se um dia for merecedor também, quero encontrá-lo novamente num futuro próximo.”

Obrigado, Pedro, por tudo o que você deu para mim e para minha família, por colorir minha vida com seu pequeno jeito de ser.

Descanse em paz, meu amigo!

Meu amigo se foi publicado 1/06/2010 por Ricardo Araujo em




http://www.webartigos.com/

Um comentário:

  1. Olá, Ricardo;
    Sei perfeitamente o que voce está sentindo. Quando morre um amigo canino, é como perder um filho. Só o tempo para a amenizar a dor mas, a saudade, nos acompanha para sempre. Com certeza, o seu amiguinho está bem, assim como o meu a quem, um dia tenho a certeza de que irei vê-lo novamente. Afinal, como voce disse, todos nós passamos por isso. Um abraço!
    Flávio

    ResponderExcluir

Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna!

Nosso pedacinho do céu...