.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.ღ Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna! ღ

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! Abraços fraternos!

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS!  Abraços fraternos!
As homenagens são publicadas conforme a disponibilidade de tempo. Se ela chegar sem foto e mensagem não poderei publicar. As homenagens são publicadas conforme a ordem de chegada no e-mail.

.

.

ღ NO MOMENTO AS HOMENAGENS ESTÂO SUSPENSAS! ABRAÇOS FRATERNOS!

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Animal Velhinho


“Estava mais velho por causa dos dias que tinha vivido e dos anos que tinha respirado”
– Jack Lodon – O Chamado da Floresta
.
Normalmente as pessoas que adquirem um cão não pensam que ele vai ficar velho. Sabem que estão comprando um filhote que vai crescer, em geral sabem quando acaba a infância e começa a vida adulta mas , normalmente não sabem quando começa a velhice e nem estão preparadas para ela.
A idade adulta e a velhice no cão diferem de raça para raça, em geral as raças de pequeno porte vivem mais que as de grande porte, mas a idade que o cão atingirá também depende da criação e dos cuidados que recebeu durante a vida. A vida de um cão dura entre dez e quinze anos em média, porém, o volpino italiano (ou vulpino), raça ainda rara no Brasil, é conhecido por ter uma maior expectativa de vida, cerca de 18 anos em média, podendo alcançar mais se for bem cuidado desde a infância. Uma outra raça que, pode facilmente alcançar uma idade avançada é o boiadeiro australiano que, dizem, pode chegar até os 25 anos, sendo então a mais longeva das raças caninas. Raças de porte gigante como o dogue alemão possuem exectativas de vida um pouco menores mas menos estas raças podem apresentar excessões.
É nesta fase que o cachorro vai ficar mais calmo e precisar de mais atenção por parte do dono. Muitas doenças podem aparecer e quanto antes forem tratadas melhor. É preciso ficar atento aos sintomas para que quaisquer problema de saúde seja percebido no início.
Existem rações próprias para animais idosos que são mais apropriadas ao metabolismo do cão velho.
Quando atinge esta fase o seu cachorro precisará de certos cuidados especiais pois ficará mais sensível às variações de temperatura e não deve ser exposto ao calor ou ao frio. Também se tornará mais sensível emocionalmente e fica estressado ou deprimido mais facilmente. Como acontece com os humanos, o pêlo pode ficar esbranquiçado com a idade ( especialmente nos cães com máscara negra ), a pele também fica mais frágil motivo pelo qual o dono deve ter cuidado para evitar que o cão se corte, pois nesta idade a recuperação do organismo também é mais lenta e há uma diminuição no funcionamento do sistema imunológico o que pode tornar perigosa uma simples inflamação.
Nesta fase o cão também sente mais a necessidade de companhia da família, não para brincar, mas para ficar perto, exigindo mais atenção dos donos. Existem alguns problemas de saúde típicos da idade avançada como a osteoporose, perda relativa da visão e do olfato. Além destes existem outros problemas fisiológicos e principalmente de comportamento que, embora não sejam tão comuns odem ocorrer. falaremos um pouco mais sobre eles aqui.
.
Entre as perturbações do comportamento pode-se citar:
A “hiper-agressividade do cão idoso” que consiste em um processo no qual o cão se torna cada vez mais agressivo e pode chegar a morder sem motivo aparente, em 75% dos casos o cão também se torna bulímico ( vomita tudo o que consome). O tratamento deve ser feito com remédios prescritos por veterinários. A “depressão de involução” na qual o cão parece perder seus comportamentos sociais, se torna sujo, engole corpos estranhos e não responde mais aos comandos, sofre perturbações durante o sono e uiva sem motivo. O tratamento, novamente é feito com medicamentos. E. Landseer – The Old Shepherd’s Chief Mourner A “distimia do cão idoso”, doença na qual o cão aparentemente perde a noção do prório tamanho, não avalia bem a sua largura e a dos locais por onde pretende passar, pode ficar forçando a passagem por um local muito estreito por horas e pode, inclusive, ficar preso e machucar-se. Dentre os problemas fisiológicos estão principalmente os cardíacos. Pode haver dilatação do coração ou problemas nas válvulas cardíacas. Pode ocorrer também a insuficiência renal crônica que ocorre quando há a perda de 75% dos néfrons dos rins, este é um problema sério e deve ser tratado o quanto antes. Ocorrem também doenças ligadas ao tubo digestivo para o que uma ração própria para a idade do cão é muito importante. Pode ocorrer acúmulo de tártaro nos dentes o que pode levar a infecções nas gengivas, mau-hálito e perda de dentes se não for retirado.
O problema de tártaro deve ser tratado desde cedo para evitar seu acumulo na idade avançada. A perda de dentes por causado tártaro pode levar a problemas de desnutrição devido a dificuldade do cão em se alimentar além de se tornar mais uma dificuldade para o dono que pode ser obrigado a preparar dietas especiais para seu cão se este não for mais capaz de mastigar a ração seca sozinho.
Alguns outros problemas apesar de aparecerem em todas as idades se tornam mais freqüentes no cão idoso, como dermatites, problemas de visão e aparecimento de tumores benignos e de câncer devido à baixa no funcionamento do sistema imunológico. É de extrema importância que futuros donos de cães estejam cientes do envelhecimento de seus bichinhos para evitar que os mesmos sejam abandonados justamente quando mais precisam de seus donos.
.
Referências utilizadas:
Enciclopédia do Cão Royal Canin



2 comentários:

  1. Amei o blog!!!!
    Parabéns pela iniciativa tão doce.

    ResponderExcluir
  2. Amiga O canto de maria
    Seja bem vinda amiga!!!
    Obrigada pelo carinho!!!
    Beijos no coração!
    Rejane Montresor
    Familia Capelinha

    ResponderExcluir

Saudade lembrada, saudade sentida, saudade hoje e para o resto da vida...saudade eterna!

Nosso pedacinho do céu...